sicnot

Perfil

Mundo

Ataque à Universidade Americana de Cabul faz 12 mortos

Ataque à Universidade Americana de Cabul faz 12 mortos

O ataque lançado, na quarta-feira, por um grupo de presumíveis rebeldes à Universidade Americana do Afeganistão, em Cabul, terminou, esta madrugada, com 12 mortos, incluindo dos três atacantes.

O mesmo responsável relatou que o suicida fez embater a sua viatura, carregada de explosivos, contra a barreira da Universidade Americana, abrindo caminho para que os outros dois supostos rebeldes entrassem no recinto onde se encontravam aproximadamente 750 estudantes e professores.

"Queriam matar os estudantes", disse, indicando que todos os feridos, incluindo nove polícias, foram transportados para o hospital e estão fora de perigo.

Segundo Abdul Rahman Rahimi, dois seguranças da universidade e três polícias morreram no ataque. Outra pessoa, que trabalhava como segurança de um instituto contíguo, morreu na sequência do colapso do muro dessa instituição provocado pela explosão do carro-bomba.

A autoria do ataque não foi ainda reivindicada.

Este ataque acontece depois de, no início deste mês, um grupo de homens armados e não identificados ter sequestrado, em Cabul, dois professores -- um norte-americano e outro australiano -- que trabalham na Universidade Americana do Afeganistão.

O sequestro ocorreu a 07 de agosto perto do estabelecimento privado de ensino superior, quando os professores seguiam num veículo da universidade de regresso a casa.

A universidade iniciou a sua atividade na capital afegã em 2006 e tem, atualmente, mais de 1.700 alunos, de acordo com a sua página na Internet.

O Afeganistão vive um período de aumento da violência que fez elevar, este ano, as vítimas civis para números recorde desde que começaram a ser contabilizadas, em 2009.

  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal Expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra Portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.