sicnot

Perfil

Mundo

Morreu estilista francesa Sonia Rykiel

© Charles Platiau / Reuters

A estilista de moda francesa Sonia Rykiel, conhecida como "a rainha da malha", morreu hoje em Paris aos 86 anos, após uma longa batalha contra a doença de Parkinson, anunciou a filha Nathalie.

"A minha mãe morreu esta noite em Paris, na sua casa, às 05:00 da manhã, devido a complicações da doença de Parkinson", declarou Nathalie Rykiel, que também é estilista.

A história de Sonia Rykiel na moda começou em maio de 1968, tornando-se rapidamente numa embaixadora de um estilo considerado rebelde, a que a estilista chamava "la démode" ("a não moda").

A assinatura da estilista inclui a apresentação das costuras, preponderância do preto, riscas coloridas e as camisolas de malha que se tornaram sinónimo da marca.

Filha de mãe romena e pai francês, Sonia Rykiel nasceu em Paris, a 25 de maio de 1930, sendo a mais velha de cinco irmãs. Começou a carreira como vitrinista em 1948.

Foi diagnosticada com a doença de Parkinson no final dos anos 90.

Lusa

  • Confirmada prisão dos portugueses que gravaram nome no portão de Auschwitz

    Mundo

    Dois adolescentes católicos portugueses foram condenados a um ano de prisão com pena suspensa, por terem gravado os nomes na porta da entrada principal de Auschwitz-Birkenau. O tribunal de primeira instância de Oswiecim já tinha condenado os jovens e o tribunal de Cracóvia confirmou esta quarta-feira a pena aplicada.

  • Temer pode cair menos de um ano depois da queda de Dilma
    3:06
  • Imagens do resgate de crianças feridas num bombardeamento na Síria
    2:00

    Mundo

    Os Estados Unidos acusam o regime sírio de estar a preparar um novo ataque químico e avisam Bashar al-Assad que vai pagar caro se o concretizar. No terreno, os ataques aéreos continuam a fazer vítimas civis. Da periferia de Damasco chegam imagens dramáticas do resgate de duas crianças feridas num bombardeamento.

  • Quem é a mulher que diz ser filha de Salvador Dalí

    Cultura

    Maria Pilar Abel Martínez nasceu em 1956 e será o alegado fruto de um caso entre a sua mãe e Salvador Dalí. Um tribunal de Madrid ordenou a exumação do cadáver do pintor e a obtenção de amostras, de modo a determinar se a mulher espanhola é mesmo filha de Dalí.