sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos 11 crianças mortas em ataques do regime a Alepo

© Abdalrhman Ismail / Reuters

Pelo menos 11 crianças e quatro mulheres foram mortas esta quinta-feira por barris de explosivos lançados por helicópteros do regime sírio sobre um bairro rebelde do sul de Alepo, indicou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

"Onze crianças e quatro mulheres perderam a vida devido à queda de barris de explosivos sobre casas de habitação em Bab al-Nayrab", no sul da cidade.

"Duas mulheres e seis crianças eram da mesma família", acrescentou a organização não-governamental.

Mais oito civis, entre os quais duas crianças, foram mortos em bombardeamentos rebeldes sobre bairros controlados pelas autoridades sírias, segundo a mesma fonte.

De acordo com o OSDH, os explosivos atingiram os bairros de Saladino, Al-Zahra, Al-Suleimaniya e Al-Yabriya, entre outros.

O observatório sublinhou ainda que há dezenas de feridos e que o número de vítimas mortais pode aumentar porque há, entre eles, casos graves.

O exército do Presidente sírio, Bashar al-Assad, costuma utilizar este tipo de armamento mortífero e pouco preciso sobre áreas povoadas por civis.

Antiga capital económica da Síria, Alepo está dividida em duas desde julho de 2012, com bairros rebeldes do lado leste e bairros controlados pelo regime no lado ocidental.

Nas últimas semanas, a cidade tem sido palco de combates e bombardeamentos entre as forças leais ao regime e os grupos armados da oposição, que se intensificaram perante a tentativa de ambos os lados de cercar as zonas da cidade nas mãos dos adversários.

Quase 1.400 pessoas morreram e mais de 8.000 ficaram feridas desde o passado dia 22 de abril em Alepo, segundo dados do OSDH.

Lusa

  • A fuga dos PIDES
    1:16

    Perdidos e Achados

    Ao final do dia 29 de Junho de 1975, 89 agentes da PIDE fugiam da cadeia de Vale de Judeus, em Alcoentre. Mais de 40 anos depois, Perdidos e Achados recupera um dos acontecimentos do Verão Quente em Portugal. Hoje no Jornal da Noite e conteúdos exclusivos no site.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Uma volta a Portugal. De bicicleta mas sem licra

    País

    Um grupo de professores propõe-se a repetir o percurso da 1.ª Volta a Portugal em Bicicleta, 90 anos depois. Não se trata de uma corrida, pelo contrário querem provar que qualquer um o pode fazer e promover o uso da bicicleta como meio de transporte pessoal. “Dar a volta” parte para a estrada esta quarta-feira, de Lisboa a Setúbal, tal como em 26 de abril de 1927.

    Ricardo Rosa

  • Casa Madonna di Fatima em Roma é um lar de idosos com 9 irmãs portuguesas
    4:29

    Mundo

    A mais antiga igreja dedicada à Senhora de Fátima em Roma tem mais de 50 anos. Foi construída pelas franciscanas hospitaleiras do Imaculado Coração, uma congregação fundada em Portugal. Hoje, as religiosas portuguesas gerem um lar na mesma rua, mas o templo foi entregue a uma congregação italiana.