sicnot

Perfil

Mundo

WhatsApp vai partilhar com Facebook números de telefone dos seus utilizadores

O WhatsApp anunciou hoje que vai partilhar com o Facebook o número de telefone dos seus utilizadores, assim como a informação sobre a frequência de utilização da aplicação do serviço de mensagens instantâneas.

Este serviço de mensagens, que é detido pelo Facebook desde 2014, anunciou a mudança nos termos de uso e política de privacidade, que passa a contemplar a troca de informação entre o WhatsApp e a rede social.

"Como uma empresa subsidiária do Facebook, nos próximos meses iremos começar a partilhar informação que nos permita coordenar melhor e com isso melhorar a experiência entre os serviços. Esta é uma prática típica entre as empresas que são adquiridas por outras", acrescentou o WhatsApp em comunicado.

Com esta mudança de política, a rede social passa a ter acesso ao número de telefone de cada utilizador para verificar a sua conta de WhatsApp, assim como os dados sobre a frequência de utilização da aplicação, entre eles, a última hora de conexão.

De acordo com a empresa, a partilha desta informação tem vários objetivos: melhorar a eficácia publicitária com anúncios que sejam mais relevantes para os utilizadores do Facebook e sugestões para estabelecer ligações com outras pessoas conhecidas e também para combater os abusos e mensagens não desejadas no WhatsApp.

A aplicação de mensagens instantâneas reconhece que outras empresas subsidiárias do Facebook, como o Instagram, podem usar a informação do WhatsApp para "atividades diversas", como sugerir contas a seguir.

Os utilizadores do serviço de mensagens podem recusar que os seus dados sejam utilizados para "melhorar experiências relativas a anúncios e produtos", mas não que o Facebook conheça o número de telefone e os seus padrões de atividade no WhatsApp.

"De momento, não temos planos de partilhar com o Facebook outra informação opcional", como o estado, nome e foto do perfil do utilizador, e "muito menos guardamos as mensagens assim que são entregues", salienta a empresa, que insiste que, apesar da partilha de dados, vai continuar a funcionar "como um serviço independente".

Adiantou também que as mensagens encriptadas continuam a ser privadas e que a empresa não irá vender ou partilhar o número de telefone dos utilizadores com os anunciantes.

Os clientes do WhatsApp vão receber a partir de hoje uma notificação com os novos termos de privacidade, momento a partir do qual dispõem de 30 dias para aceitar caso pretendam continuar a utilizar a aplicação.

Esta é a primeira mudança de política de privacidade em quatro anos e, segundo o serviço WhatsApp, estas alterações resultam dos seus planos de alternativas de comunicação entre utilizadores e empresas nos próximos meses.

Lusa

  • Quase 200 queixas por dia sobre serviços de saúde em 2017
    1:46

    País

    Foram apresentadas, em 2017, quase 200 queixas por dia sobre o funcionamento dos serviços de saúde públicos e privados. As questões administrativas e os tempos de espera foram as principais razões das mais de 70 mil reclamações recebidas pela Entidade Reguladora da Saúde.

  • Fim de semana com chuva e descida da temperatura

    País

    A chuva regressa hoje a Portugal continental e permanece pelo menos até ao início da semana, prevendo-se ainda uma descida da temperatura máxima entre 04 a 06 graus Celsius, disse à Lusa a meteorologista Cristina Simões.

  • 45 anos de Partido Socialista
    3:31

    País

    O PS completou 45 anos esta quinta-feira. Acaso ou não, a festa aconteceu um dia depois de terem ficado concluídos dois acordos com o PSD que fazem renascer o debate sobre o posicionamento ideológico do partido socialista.

  • Trump convida Putin a visitar EUA

    Mundo

    O Presidente dos EUA, Donald Trump convidou o homólogo russo a visitar a Casa Branca e Vladimir Putin ter-se-á mostrado disponível a visitar o país em breve, segundo a agência de notícia russa RIA Novosti que cita o chefe da diplomacia de Moscovo.

  • Senado aprova à tangente novo diretor da NASA

    Mundo

    O Senado norte-americano aprovou na quinta-feira, à tangente, a nomeação do novo diretor da agência espacial norte-americana, com 50 votos favoráveis contra 49, colocando à frente da NASA um cético das alterações climáticas, adiantou a Efe.

  • Trocar a economia pela dança
    7:21
    Mudar de Vida

    Mudar de Vida

    5ª FEIRA NO JORNAL DA NOITE

    No "Mudar de Vida" desta quinta-feira damos a conhecer mais um caso de quem teve coragem de arriscar e procurar um novo futuro. Susana Moraes é uma economista que decidiu seguir a paixão pela dança. 

  • Mágico comove audiência do Britain's Got Talent com a história de cancro da mulher e da filha
    5:16