sicnot

Perfil

Mundo

Hungria vai construir segundo muro na fronteira com a Sérvia

Hungria vai construir segundo muro na fronteira com a Sérvia

O primeiro-ministro húngaro anunciou, numa entrevista à rádio pública, que a Hungria vai construir um segundo muro para impedir a entrada de migrantes no país. De acordo com Viktor Orban, o novo muro vai ser construído junto à barreira já existente e servirá para reforçar as defesas do país.

O primeiro-ministro conservador húngaro, Viktor Orban, anunciou hoje a construção de uma segunda cerca antimigrantes para reforçar a primeira construída há um ano na fronteira com a Sérvia, evocando o risco de um novo fluxo de refugiados.

"Uma nova vedação será construída e será equipada com o equipamento técnico mais moderno", declarou Orban na rádio pública.

"Estão em curso os estudos técnicos" para um "sistema de defesa mais robusto" ao longo da atual vedação em 175 quilómetros da fronteira servo-húngara, precisou.

Orban tinha anunciado recentemente o recrutamento de 3.000 polícias para apoiarem os 3.500 membros das forças da ordem encarregados de guardarem a fronteira.

Segundo o chefe do governo húngaro, as novas medidas visam enfrentar as "centenas de milhares" de migrantes suscetíveis de quererem entrar na Hungria se for denunciado o acordo entre a União Europeia e a Turquia concluído em março para conter o fluxo, como Ancara já ameaçou.

Em 2015, à volta de 400.000 migrantes passaram pela Hungria em direção a países como a Áustria, Alemanha ou Suécia, antes do governo construir no outono vedações nas fronteiras com a Sérvia e com a Croácia.

Apesar do dispositivo, cerca de 18.000 pessoas entraram ilegalmente no país durante o corrente ano, segundo os números oficiais.

Orban convocou para 02 de outubro um referendo para legitimar a sua recusa de acolher refugiados no quadro do plano europeu de distribuição aprovado no outono de 2015.

Com Lusa

  • A morte das sondagens foi ligeiramente exagerada

    Um atentado sem efeitos eleitorais, sondagens que acertaram em praticamente tudo, inexistência do chamado eleitorado envergonhado. E um candidato que se situa no centro político com fortíssimas hipóteses de vencer a segunda volta. As presidenciais francesas tiveram uma chuva de acontecimentos anormais, mas acabam por ser um choque de normalidade. Pelo menos até agora...

    Ricardo Costa

  • "O FC Porto não merece ser campeão"
    2:23
    Play-Off

    Play-Off

    DOMINGO 22:00

    O empate do FC Porto com o Feirense foi o principal assunto do Play-Off da SIC Notícias, este domingo. Rodolfo Reis mostrou-se insatisfeito com a atitude dos jogadores do FC Porto.

  • Défice recua em 2016 na zona euro e na UE

    Economia

    O défice e a dívida baixaram na zona euro e na União Europeia (UE) em 2016 face a 2015, tendo Portugal registado a terceira maior dívida (130,4%) entre os Estados-membros e um défice de 2%, segundo o Eurostat.

  • Incêndio na Amadora deixa 12 pessoas desalojadas
    1:59

    País

    Um incêndio destruiu este domingo a cobertura de um prédio de habitação na Buraca, no concelho da Amadora. Doze pessoas ficaram desalojadas, mas ninguém ficou ferido. Os bombeiros dominaram o fogo em cerca de uma hora, os moradores queixam-se da falta de eficácia no combate às chamas.

  • Uma volta a Portugal. De bicicleta mas sem licra

    País

    Um grupo de professores propõe-se a repetir o percurso da 1.ª Volta a Portugal em Bicicleta, 90 anos depois. Não se trata de uma corrida, pelo contrário querem provar que qualquer um o pode fazer e promover o uso da bicicleta como meio de transporte pessoal. “Dar a volta” parte para a estrada esta quarta-feira, de Lisboa a Setúbal, tal como em 26 de abril de 1927.

    Ricardo Rosa