sicnot

Perfil

Mundo

Hungria vai construir segundo muro na fronteira com a Sérvia

Hungria vai construir segundo muro na fronteira com a Sérvia

O primeiro-ministro húngaro anunciou, numa entrevista à rádio pública, que a Hungria vai construir um segundo muro para impedir a entrada de migrantes no país. De acordo com Viktor Orban, o novo muro vai ser construído junto à barreira já existente e servirá para reforçar as defesas do país.

O primeiro-ministro conservador húngaro, Viktor Orban, anunciou hoje a construção de uma segunda cerca antimigrantes para reforçar a primeira construída há um ano na fronteira com a Sérvia, evocando o risco de um novo fluxo de refugiados.

"Uma nova vedação será construída e será equipada com o equipamento técnico mais moderno", declarou Orban na rádio pública.

"Estão em curso os estudos técnicos" para um "sistema de defesa mais robusto" ao longo da atual vedação em 175 quilómetros da fronteira servo-húngara, precisou.

Orban tinha anunciado recentemente o recrutamento de 3.000 polícias para apoiarem os 3.500 membros das forças da ordem encarregados de guardarem a fronteira.

Segundo o chefe do governo húngaro, as novas medidas visam enfrentar as "centenas de milhares" de migrantes suscetíveis de quererem entrar na Hungria se for denunciado o acordo entre a União Europeia e a Turquia concluído em março para conter o fluxo, como Ancara já ameaçou.

Em 2015, à volta de 400.000 migrantes passaram pela Hungria em direção a países como a Áustria, Alemanha ou Suécia, antes do governo construir no outono vedações nas fronteiras com a Sérvia e com a Croácia.

Apesar do dispositivo, cerca de 18.000 pessoas entraram ilegalmente no país durante o corrente ano, segundo os números oficiais.

Orban convocou para 02 de outubro um referendo para legitimar a sua recusa de acolher refugiados no quadro do plano europeu de distribuição aprovado no outono de 2015.

Com Lusa

  • Centro comercial em Manchester evacuado

    Mundo

    Um centro comercial foi evacuado esta manhã, no centro de Manchester. Testemunhas dizem ter ouvido um "grande estrondo". O incidente acontece horas depois do ataque na Manchester Arena, no final da atuação da cantora Ariana Grande, no qual morreram pelo menos 22 pessoas. O espaço comercial em Manchester foi entretanto reaberto. A polícia começou a retirar o cordão de segurança, pouco tempo depois de ser dado o alerta. Uma pessoa foi detida.

  • Dois em cada três idosos em Portugal são sedentários

    País

    É a camada da população mais inativa e com comportamentos que revelam um estilo de vida menos saudável, segundo um estudo divulgado hoje, que analisou os dados de mais de 10.600 portugueses representativos da população, entre os quais mais de 2.300 pessoas com mais de 65 anos.

  • "Michel Temer nunca teve vergonha, não tem cara de pessoa de bem"
    3:04

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou no habitual espaço de comentário do Jornal da Noite  da SIC, o escândalo com o Presidente do Brasil, Michael Temer. O comentador diz que já era previsível que Temer fosse apanhado com "o pé na poça" e afirma que o Presidente brasileiro nunca teve qualquer tipo de vergonha. Miguel Sousa Tavares fez ainda referência ao facto de Dilma Rousseff ser, entre todos os políticos brasileiros, a única que não tem processos contra ela.

    Miguel Sousa Tavares

  • Julgamento do caso BPN deverá terminar quarta-feira
    4:38

    Economia

    O acórdão do processo principal do BPN vai ser tornado público esta quarta-feira, depois de quase sete anos de audições. O rosto principal é o de José Oliveira Costa mas há outros 14 arguidos sentados no banco dos réus.