sicnot

Perfil

Mundo

Número de mortes por armas de fogo no Brasil cresceu 592,8% em 34 anos

O número de homicídios por armas de fogo passou de 6.104 em 1980 para 42.291 em 2014, o que representa um crescimento de 592,8%, segundo o "Mapa da Violência 2016 - Homicídios por armas de fogo no Brasil".

Os 42.291 homicídios incluem-se nas 44.861 mortes por armas de fogo, sendo as restantes relativas a acidentes, suicídios e mortes indeterminadas, de acordo com a pesquisa coordenada pelo investigador Julio Jacobo Waiselfisz, ligado à Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (Flacso).

No relatório lê-se que "44.861 mortes em 2014 representam 123 vítimas de armas de fogo a cada dia do ano e cinco óbitos a cada hora", um "número bem maior do que temos notícia de grandes chacinas e cruentos atentados pelo mundo".

A cada dia, lê-se no documento, morre no Brasil praticamente "o equivalente aos massacres de Paris de [13 de] novembro de 2015, quando morreram 137 pessoas, incluindo sete dos agressores", numa referência aos atentados provocados pelo grupo 'jihadista' Estado Islâmico.

Na faixa etária entre 15 e 29 anos, houve um crescimento de 699,5% nos homicídios por armas de fogo: de 3.159 em 1980 passaram para 25.255 em 2014.

O estudo revelou também que o número de pessoas negras mortas por armas de fogo é 2,6 vezes maior que o de pessoas brancas.

O levantamento mostra que entre 2003 e 2014 houve uma queda de 27% na mortalidade de brancos por armas de fogo e um aumento de 9,9% na de negros.

A investigação concluiu também que 94,4% dos brasileiros mortos por armas de fogo são do sexo masculino.

Em termos de regiões, a taxa média de homicídios por armas de fogo no nordeste em 2014 foi de 32,8 por 100 mil habitantes, "bem acima da taxa da região que vem imediatamente a seguir, centro-oeste, com 26", segundo o relatório.

Lusa

  • Juiz chumba proibição de armas nas salas de aula no Texas

    Mundo

    No Texas, um juiz chumbou uma moção apresentada por três professores universitários que queriam proibir os alunos de levarem armas para as salas de aula. A moção surge na sequência de uma lei aprovada pelo Estado no início de agosto, que permite aos estudantes com posse de arma irem armados para as universidades públicas.

  • Quase 200 queixas por dia sobre serviços de saúde em 2017
    1:46

    País

    Foram apresentadas, em 2017, quase 200 queixas por dia sobre o funcionamento dos serviços de saúde públicos e privados. As questões administrativas e os tempos de espera foram as principais razões das mais de 70 mil reclamações recebidas pela Entidade Reguladora da Saúde.

  • Fim de semana com chuva e descida da temperatura

    País

    A chuva regressa hoje a Portugal continental e permanece pelo menos até ao início da semana, prevendo-se ainda uma descida da temperatura máxima entre 04 a 06 graus Celsius, disse à Lusa a meteorologista Cristina Simões.

  • Tribunal pede documentos sobre o BES ao Banco de Portugal

    Economia

    O Tribunal Administrativo de Lisboa deu esta quinta-feira ao Banco de Portugal 20 dias para entregar as ata das reuniões das 48 horas antes da resolução do BES. O regulador da banca foi chamado a prestar esclarecimentos sobre a queda do Banco Espírito Santo, em 2014.

  • 45 anos de Partido Socialista
    3:31

    País

    O PS completou 45 anos esta quinta-feira. Acaso ou não, a festa aconteceu um dia depois de terem ficado concluídos dois acordos com o PSD que fazem renascer o debate sobre o posicionamento ideológico do partido socialista.

  • Senado aprova à tangente novo diretor da NASA

    Mundo

    O Senado norte-americano aprovou na quinta-feira, à tangente, a nomeação do novo diretor da agência espacial norte-americana, com 50 votos favoráveis contra 49, colocando à frente da NASA um cético das alterações climáticas, adiantou a Efe.