sicnot

Perfil

Mundo

Dilma irá prestar depoimento ao Senado acompanhada de Lula e 18 ex-ministros

​A Presidente com mandato suspenso, Dilma Rousseff, irá na segunda-feira ao Senado brasileiro, em Brasília, para prestar depoimento acompanhada do ex-Presidente Lula da Silva para além de 18 ex-ministros e líderes partidários.

Segundo informação confirmada à agência Lusa pela assessoria da Presidente suspensa, a comitiva deverá contar com 33 pessoas, incluindo dez assessores.

Entre os ex-governantes estão os ex-ministros Aloizio Mercadante, da Educação, Eugênio Aragão, da Justiça, e Jaques Wagner, da Casa Civil.

A comitiva conta também com os presidentes dos partidos Rui Falcão, do Partido dos Trabalhadores (PT), Carlos Lupi, do Partido Democrático Trabalhista (PDT) e Luciana Santos, do Partido Comunista do Brasil (PcdoB), para além de Renato Rebelo, ex-presidente do PcdoB.

A Presidente decidiu fazer pessoalmente a sua defesa e submeter-se às questões da acusação, da defesa e dos senadores que irão julgar se ela cometeu irregularidades orçamentais.

A galeria do Senado estará reservada para receber 20 convidados da defesa e outros 20 da acusação, para além de jornalistas.

A comitiva de Dilma Rousseff terá ainda à sua disposição a tribuna de honra do plenário.

Fora do plenário, a comitiva terá direito a uma área privativa que faz parte do gabinete de Renan Calheiros, presidente do Senado.

Segundo os senadores Humberto Costa e Paulo Rocha, do PT, Lula da Silva reuniu-se sexta-feira com Dilma Rousseff em Brasília para fazer "troca de avaliações políticas" relativas ao processo.

Se Dilma Rousseff, que está temporariamente afastada do poder desde 12 de maio, for considerada culpada por 54 dos 81 senadores, perderá definitivamente o mandato e o direito a ocupar cargos públicos eletivos por oito anos, assumindo Michel Temer, atual Presidente interino, a liderança do país até às presidenciais de 2018.

Lusa

  • Não houve negligência médica no caso do jovem que morreu em São José
    2:33

    País

    Afinal, não houve negligência médica no caso do jovem que morreu há cerca de um ano no Hospital de São José, vítima de um aneurisma. Esta é a conclusão da Ordem dos Médicos e dos peritos do Instituto de Medicina Legal. Segundo o jornal Expresso, todos os relatórios relatórios pedidos pelo Ministério Público e pelo Centro Hospitalar de Lisboa Central dizem que o corpo clínico do hospital não teve responsabilidades na morte de David Duarte.

  • Jovens estariam de fones e poderão não ter ouvido comboio a aproximar-se
    1:47

    País

    As adolescentes, de 13 e 14 anos, encontradas mortas junto à linha do norte perto de Coimbra podem não ter ouvido a aproximação do comboio, uma vez que estariam de auriculares. Os corpos só foram descobertos 36 horas depois do desaparecimento das jovens, aparentemente vítimas de um descuido fatal.

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.