sicnot

Perfil

Mundo

Diplomata espanhol ferido durante tentativa de sequestro na Venezuela

​Um funcionário da embaixada da Espanha na Venezuela ficou ferido, na sexta-feira, na sequência de uma tentativa de sequestro, elevando para três o número de diplomatas vítimas da insegurança no país em menos de dois meses.

Segundo fontes policiais, o tenente José Miguel Oliva Iñiguez, adido militar de Espanha na Venezuela, foi intercetado por indivíduos armados quando se encontrava no interior da sua viatura à espera de uma pessoa, na avenida Sanz de El Marqués, na zona leste de Caracas.

Os criminosos terão tentado roubar a viatura e sequestrar o funcionário, que opôs resistência e foi baleado no ombro direito, tendo a bala se deslocado até à zona do peito.

Apesar dos ferimentos José Miguel Oliva Iñiguez conseguiu fugir do local e chegar a uma clínica onde recebeu assistência médica de urgência.

Há pouco mais de uma semana o cônsul da Rússia em Caracas, Alexey Gorlov, foi sequestrado em Caracas por um grupo de indivíduos armados.

Segundo a imprensa venezuelana, depois de ter negociado e pagado o regate, foi "agredido selvagemente" pelos raptores.

Em declarações aos jornalistas o diretor do Corpo de Investigações Científicas, Penais e Criminalísticas (Cicpc, antiga Polícia Técnica Judiciária), Douglas Rico, anunciou que as autoridades detiveram um dos criminosos, estando à procura dos outros membros de um grupo dedicado essencialmente ao roubo e ao sequestro.

A 04 de julho, foi assassinado o administrador do Consulado de Itália em Caracas, Mauro Monciatti, na localidade de Altamira, no leste da capital da Venezuela.

O diplomata, de 59 anos, que estava radicado há três meses no país, foi encontrado sem vida dentro do seu apartamento, com várias feridas de objetos contundentes.

Lusa

  • Prisão preventiva para marroquino suspeito de apoiar o Daesh

    País

    O juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal impôs esta quinta-feira prisão preventiva ao cidadão marroquino, detido na Alemanha e entregue a Portugal, suspeito de adesão e apoio ao grupo extremista Daesh e recrutamento e financiamento ao terrorismo.

  • "A isto chama-se pura hipocrisia"
    1:13

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho classifica a atuação do Governo na gestão da Caixa Geral de Depósitos como um "manual de cinismo político insuportável", declarações feitas pelo líder do PSD durante a reunião do Conselho Nacional em Lisboa.

  • O momento em que Trump quis ser um camionista

    Mundo

    O Presidente norte-americano Donald Trump reuniu-se esta quinta-feira com representantes da indústria de camionagem. Não é apenas do encontro que lhe falamos, mas principalmente da invulgar receção feita por Trump, que entrou para um camião, fingiu que o conduzia e buzinou... em pleno jardim da Casa Branca.

  • Mais de 20 milhões estão a morrer à fome em África

    Mundo

    África enfrenta a maior crise desde 1945, com mais de 20 milhões de pessoas a morrer de fome em três países, Sudão do Sul, Somália e Nigéria, disse esta quinta-feira um responsável do Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas.

  • Menina "rouba" chapéu ao Papa
    0:27

    Mundo

    Estella Westrick tem apenas três anos, mas já conseguiu chegar aos jornais de todo o mundo, depois de "roubar" o chapéu do Papa. Durante uma visita da família na quarta-feira ao Vaticano, a criança - que não parece estar muito contente no vídeo - foi pegada ao colo por um dos funcionários do Vaticano, que a levou depois até ao Papa. Nesta altura, Estella aproveitou para tirar o solidéu episcopal, arrancando gargalhadas de toda a gente, especialmente do Papa Francisco.