sicnot

Perfil

Mundo

Talibãs conquistaram distrito afegão na fronteira com o Paquistão

​Os talibãs conquistaram hoje, pela primeira vez, um distrito na estratégica província oriental afegã de Paktika, na fronteira com o Paquistão, depois de uma ofensiva que culminou com a tomada do quartel-general da administração da região.

As autoridades afegãs deram por perdido o controlo do distrito de Jani Khel depois de "fortes confrontos" entre as forças de segurança e os rebeldes", disse à Efe o porta-voz do governador provincial, Naqibullah Atal.

"Infelizmente, o distrito de Jani Khel caiu em mãos de rebeles talibãs (...) estamos a encetar todos os esforços para o reconquistar", assegurou o porta-voz.

Segundo explicou Atal, nos últimos confrontos morreram pelo menos cinco polícias e outros tantos ficaram feridos.

O responsável adiantou que também foram registadas baixas entre os insurgentes, sem adiantar números.

O porta-voz dos talibãs, Zabihulla Mujahid, anunciou a conquista do distrito através do Twitter e revelou que mataram "dezenas" de membros das forças de segurança.

Lusa

  • Todos os distritos sob Aviso Amarelo devido ao frio

    País

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera colocou Portugal continental sob Aviso Amarelo na quarta e na quinta-feira. Os termómetros vão estar abaixo de zero em todo o território, à exceção dos distritos de Lisboa, Porto e Faro.

  • Motim em prisão brasileira fez pelo menos 30 mortos
    1:09

    Mundo

    Um novo motim numa prisão brasileira fez pelo menos 30 mortos. A prisão, que é a maior do Estado do Rio Grande do Norte, tem capacidade para 600 reclusos mas acolhe quase o dobro. Após o motim de 14 horas, a polícia já tem o controlo total da prisão.

  • Aqui também se vive
    16:07
  • Austrália condena Japão por caça de baleias no Oceano Antártico

    Mundo

    O Governo da Austrália condenou hoje o Japão por retomar a caça de baleias no Oceano Antártico, após a divulgação de imagens de um cetáceo morto a bordo de um barco japonês que se encontrava em águas protegidas.O ministro do Ambiente, Josh Frydenberg, manifestou "profunda deceção", um dia depois de a organização Sea Shepherd divulgar fotografias e vídeos de uma baleia minke no barco japonês Nisshin Maru.