sicnot

Perfil

Mundo

FARC decreta cessar-fogo para a mesma hora da trégua do Governo

A guerrilha colombiana FARC decretou um cessar-fogo definitivo a partir das 00:00 de segunda-feira (05:00 em Lisboa) na sequência do acordo de paz histórico assinado esta semana com o governo colombiano.

"Ordeno a todos os nossos comandantes, a todas as unidades e a cada um dos combatentes que cessem fogo e todas as hostilidades de maneira definitiva contra o Estado colombiano a partir da meia-noite de hoje", declarou hoje à imprensa, em Havana, o chefe supremo das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC). Timoleon Jimenez, conhecido por "Timochenko".

Na quinta-feira, o Presidente colombiano, Juan Manuel Santos, tinha ordenado um cessar-fogo definitivo para a mesma hora, pelo que já se esperava que as FARC fizessem o mesmo.

Os acordos de paz assinados na quarta-feira puseram fim a um conflito que começou em 1964 com uma insurreição de camponeses que veio a dar origem às FARC, que ainda contam com 7.500 homens armados.

"Ouvimos com emoção a ordem presidencial dada ao seu exército, e, consequentemente, damos a mesma ordem às nossas tropas", explicou o chefe das FARC.

É a primeira vez que o governo colombiano e as FARC coincidem numa ordem de cessar-fogo. Desde julho de 2015 que as FARC respeitavam um cessar-fogo unilateral, que contribuiu para limitar consideravelmente os confrontos com as forças governamentais.

Os acordos de paz assinados em Havana, concluindo quase quatro anos de negociações, deverão ser assinados oficialmente pelo Presidente Santos e por "Timochenko" entre os dias 20 e 26 de setembro. Serão depois submetidos ao escrutínio de todos os colombianos num referendo a 02 de outubro.

Já a guerrilha deverá ratificar o texto do acordo numa conferência nacional de 13 a 19 de setembro no sul da Colômbia. Uma vez assinado oficialmente o acordo, os guerrilheiros deverão apresentar-se em 31 zonas determinadas na Colômbia, onde - sob supervisão da ONU - deverão entregar as armas.

O conflito colombiano já fez pelo menos 260 mil mortos, 45 mil desaparecidos e 6,8 milhões de deslocados.

Lusa

  • Bruno de Carvalho manda SMS aos jogadores em nome dos jogadores. Confuso?

    Desporto

    De acordo com a imprensa desta manhã, o presidente do Sporting Clube de Portugal terá enviado mensagens escritas aos jogadores com o seguinte texto "Obrigado presidente pelas felicitações. Ainda temos muito para conquistar juntos" e assinou o nome do jogador a quem enviou a mensagem. Uma aparente reação ao facto de nenhum dos jogadores ter respondido aos SMS de Bruno de Carvalho, com incentivos e elogios antes e depois da vitória frente ao Boavista.

  • Marcelo já sabia da substituição do embaixador de Angola
    4:00

    País

    O Presidente da República sabia há bastante tempo da substituição do embaixador de Angola em Lisboa e já tinha aprovado o nome do futuro representante de Luanda. A revelação foi feita, esta terça-feira, por Marcelo Rebelo de Sousa, numa conversa exclusiva com a SIC no Palácio de Belém. O Presidente contou ainda que não vai enviar recados ao Governo nem aos partidos no discurso de 25 abril que vai fazer na Assembleia da República.

    Exclusivo SIC

  • Chegaram os brinquedos de cartão para a consola
    6:24
  • O 10 de julho de 1941 na escrita de João Pinto Coelho
    15:09
  • Governo promete melhorar condições de 26 mil famílias
    1:23

    País

    O ministro do Ambiente explicou esta terça-feira, no Parlamento, as novas medidas para a habitação: reduzir os impostos para arrendamentos longos, melhorar as condições de 26 mil famílias e introduzir o arrendamento vitalício para maiores de 65 anos. Este é um investimento que vai chegar aos 1700 milhões de euros.

  • Pato em excesso de velocidade faz disparar radar numa estrada suíça
    1:31
  • Peixe-galo e batatas rosti, qual o cardápio do encontro entre os líderes das Coreias?

    Mundo

    O menu do encontro entre o líder norte-coreano, Kim Jong-un, e o Presidente sul-coreano, Moon Jae-in, já foi dado a conhecer esta terça-feira. Através do site oficial do Governo, Seul anunciou um cardápio com vários pratos típicos da Península da Coreia, como dumplings ao vapor, arroz cultivado na Coreia, carne grelhada, salada fria com polvo, peixe-galo, batatas rosti e sopa fria.

    SIC

  • O vestido de noiva de Megan Markle
    1:17