sicnot

Perfil

Mundo

Rajoy vai perguntar a Sánchez se quer novas eleições

O presidente do governo espanhol em funções, Mariano Rajoy, irá questionar, na segunda-feira, o líder do Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE), Pedro Sánchez, sobre se este quer novas eleições.

O Partido Popular (PP) e o Cidadanos chegaram hoje a um acordo que viabiliza a investidura de Mariano Rajoy na chefia do governo.

O líder do PP, Mariano Rajoy, que falava aos jornalistas após a assinatura do acordo entre o PP e o Cidadanos, explicou que transmitirá a Pedro Sánchez o mesmo que tem dito desde as eleições de 20 de dezembro, ainda que agora conte com 170 assentos fruto dos acordos com o partido de Alberto Rivera e da Coalición Canaria.

"Alguns já fizemos a nossa parte", acrescentou antes de referir que confrontará diretamente Sánchez com a pergunta: "Quer que voltemos a repetir as eleições?".

Reiterando que não deseja repetição de eleições, poque seria "um disparate", Rajoy acrescentou que dirá ainda ao líder socialista que o PP conta com mais 52 assentos que o PSOE e que "é racional, democrático e de senso comum" que seja o PP a presidir ao Governo já que os espanhóis assim o ditaram.

O chefe do governo em funções acrescentou que dirá ainda a Pedro Sánchez que Espanha precisa de um governo com urgência e que a apesar de a economia esrae bem poderão começar a surgir problemas se a situação política se mantiver.

Ainda que uma aliança entre PP, Cidadanos e Coalición Canaria garanta 170 assentos dos 350 lugares, estes ficarão a seis votos da maioria absoluta necessária para passar na primeira votação marcada para quarta-feira próxima.

Na segunda votação, a realizar na próxima sexta-feira, a maioria simples é suficiente, mas será necessário que a oposição socialista se abstenha para que Mariano Rajoy ganhe.

Lusa

  • Prisão preventiva para homicida de Barcelos
    1:43

    País

    O alegado homicida de Barcelos vai ficar em prisão preventiva, por quatro crimes de homicídio. Adelino Briote foi ouvido este sábado de manhã no Tribunal de Braga, depois de na sexta-feira ter alegadamente degolado quatro pessoas na freguesia de Tamel, em Barcelos.

  • Homem suspeito de matar a mulher em Esmoriz

    País

    Um homem é suspeito de ter esfaqueado este sábado mortalmente a mulher em Esmoriz, concelho de Ovar, num contexto de violência doméstica, disse à agência Lusa fonte da Guarda Nacional Republicana (GNR).

  • Morte de portuguesa no Luxemburgo afinal não aconteceu

    País

    A morte de uma portuguesa em Bettembourg, no sul do Luxemburgo, não terá acontecido. O Jornal do Luxemburgo avançou, esta manhã, que a emigrante portuguesa tinha sido baleada mortamente pelo filho, uma informação entretanto desmentida por outro jornal online. Segundo o Bom Dia Luxemburgo, o que aconteceu foi afinal uma rusga policial.

  • Estamos quase na hora de verão

    País

    Esta madrugada muda a hora. Quando for 1h00, os relógios adiantam para as 2h00. Será uma noite com menos tempo de sono, mas os dias vão ficar mais longos com o chamado horário de verão.

  • Hora do Planeta, apagam-se as luzes para despertar consciências
    2:19
  • Milhares nas cerimónias fúnebres de dirigente do Hamas

    Mundo

    Milhares de palestinianos participaram nas cerimónias fúnebres de um dirigente do Hamas, assassinado esta sexta-feira, na Faixa de Gaza. Vários homens armados acompanharam o cortejo fúnebre até à mesquita, onde se fizeram as últimas orações.