sicnot

Perfil

Mundo

Sobe para 35 número de civis mortos em ataque turco na Síria

O número de civis mortos no ataque das forças militares turcas no norte da Síria foi atualizado para 35 pelo Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

Antes, o observatório indicara 20 civis mortos e 50 feridos nos ataques aéreo e terrestre contra Jeb el-Koussa, uma aldeia situada no sul da região síria de Jarbalos.

O ataque insere-se na operação "Escudo do Eufrates", que visa eliminar o grupo extremista Estado Islâmico (EI) e as milícias curdas na fronteira entre a Turquia e a Síria.

"Pelo menos 20 civis foram hoje mortos e 50 outros feridos por tiros de artilharia e ataques aéreos turcos em Jeb el-Koussa, uma aldeia situada no sul da região síria de Jarbalos", disse à agência France Presse o diretor do OSDH, Rami Abdel Rahmane.

Por outro lado, "15 civis perderam a vida e outros 25 ficaram feridos, a maior parte com gravidade, nos bombardeamentos turcos perto da aldeia de Al-Amarné", igualmente ao sul de Jarablos, acrescentou.

Este é o ataque com maior número de mortos desde o início da operação "Escudo do Eufrades", na quarta-feira.

Segundo o OSDH, os bombardeamentos turcos concentram-se sobretudo no sul de Jarablos, o ex-feudo do EI junto à fronteira turca e a primeira localidade a cair nas mãos dos rebeldes apoiados por Ancara.

Jeb el-Koussa situa-se a 14 quilómetros a sul de Jarablos e é controlada por combatentes locais apoiados pelas forças curdas.

De acordo com o OSDH, vários combatentes foram também mortos nos bombardeamentos turcos, mas aquela Organização Não-Governamental não sabia ainda precisar quantos.

Lusa

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Aplicação WhatsApp acusada de permitir conversas secretas entre terroristas
    1:45
  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".