sicnot

Perfil

Mundo

Detidos 5 suspeitos de fogo posto em Bruxelas

© Eric Vidal / Reuters

A polícia belga deteve cinco suspeitos no âmbito da investigação à explosão ocorrida hoje no Instituto de Criminologia, nos arredores norte de Bruxelas, que fez avultados estragos mas não causou vítimas, informou a procuradoria de Bruxelas

Segundo a procuradoria, não há de momento razão para relacionar o incidente com terrorismo, sendo mais provável tratar-se de uma tentativa de destruição de provas.

"Cinco pessoas foram detidas na vizinhança (...) Estão a ser interrogadas para determinar se tiveram algum papel no incidente", disse Ine Van Wymersch, porta-voz da procuradoria de Bruxelas, numa conferência de imprensa.

"A possibilidade de se tratar de um ato terrorista não foi confirmada", afirmou Van Wymersch num comunicado distribuído aos jornalistas na ocasião.

"É possível que vários indivíduos podem ter querido destruir provas. Uma investigação está em curso e várias linhas de investigação estão a ser consideradas", lê-se também no texto.

A explosão registou-se às primeiras horas da madrugada, no Instituto de Criminologia Nacional belga, em Neder-Over-Hembeek, a norte de Bruxelas.

Van Wymersch disse que o laboratório, que recolhe e analisa provas, "não foi escolhido por acaso".

"É uma parte importante do departamento de justiça e lida com informação sensível relacionada com vários processos em curso", disse.

A porta-voz referiu que testemunhas disseram ter ouvido várias explosões, mas que as autoridades ainda não determinaram como elas foram provocadas.

A imprensa belga noticiou que um automóvel foi lançado contra os portões do edifício, provocando um incêndio que terá causado várias explosões no laboratório.

  • Explosão no Instituto de Criminologia de Bruxelas

    Mundo

    Uma bomba explodiu esta madrugada no Instituto de Criminologia de Bruxelas. De acordo com a imprensa belga, um carro passou pelas barreiras de segurança do parque do edifício e um ou mais suspeitos detonaram uma bomba. O Ministério Pública de Bruxelas anunciou que vai investigar o caso.

  • Francês detido em Antuérpia "queria matar"

    Mundo

    O Presidente de França François Hollande afirmou que o francês detido esta quinta-feira por conduzir um automóvel a grande velocidade na principal rua pedonal de Antuérpia, na Bélgica, "queria matar" ou "provocar um acontecimento dramático".

  • Mais de 20 milhões estão a morrer à fome em África

    Mundo

    África enfrenta a maior crise desde 1945, com mais de 20 milhões de pessoas a morrer de fome em três países, Sudão do Sul, Somália e Nigéria, disse esta quinta-feira um responsável do Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas.

  • Menina "rouba" chapéu ao Papa
    0:27

    Mundo

    Estella Westrick tem apenas três anos, mas já conseguiu chegar aos jornais de todo o mundo, depois de "roubar" o chapéu do Papa. Durante uma visita da família na quarta-feira ao Vaticano, a criança - que não parece estar muito contente no vídeo - foi pegada ao colo por um dos funcionários do Vaticano, que a levou depois até ao Papa para receber dois beijos. Nesta altura, Estella aproveitou para tirar o solidéu episcopal, arrancando gargalhadas de toda a gente, especialmente do Papa Francisco.

  • Jovem violada em direto no Facebook não se sente em segurança

    Mundo

    A jovem de 15 anos que foi abusada sexualmente por cinco ou seis homens durante um vídeo em direto para o Facebook está a receber tratamento. A mãe da jovem deu uma entrevista, na qual disse que a filha já não se sente em segurança na sua vizinhança, depois de receber ameaças na internet.

  • Letizia, uma rainha da nova geração
    2:01