sicnot

Perfil

Mundo

Explosão no Instituto de Criminologia de Bruxelas

Uma bomba explodiu esta madrugada no Instituto de Criminologia de Bruxelas. De acordo com a imprensa belga, um carro passou pelas barreiras de segurança do parque do edifício e um ou mais suspeitos detonaram uma bomba. O Ministério Pública de Bruxelas anunciou que vai investigar o caso.

O Ministério Público de Bruxelas confirmou que houve uma explosão naquele centro, situado em Neder-Over-Heembeek, na zona norte da cidade, e que foi iniciada uma investigação para "determinar a natureza da mesma", indicou a agência de notícias belga.

A explosão ocorreu cerca das 02:30 (03:30 em Lisboa) e segundo diversos meios de comunicação foi originada num carro bomba, uma teoria que até ao momento não foi confirmada nem desmentida pelo Ministério Público.

O porta-voz dos bombeiros belgas Pierre Meys também admitiu que a explosão "provavelmente não foi acidental".

"A explosão foi muito forte. As janelas do laboratório foram projetadas a dezenas de metros de distância", disse Pierre Meys.

Cerca de 30 bombeiros foram mobilizados pelas 03:00 (04:00 em Lisboa) para combater o incêndio.

O instituto de criminologia de Bruxelas é uma instituição científica que pertence à justiça federal belga. Uma das suas tarefas é analisar e identificar vestígios suspeitos.

  • Atacantes usaram "tática defendida pelos extremistas do Daesh"
    1:43

    Ataque em Barcelona

    O ex-presidente do Observatório de Segurança, Criminalidade Organizada e Terrorismo esteve em direto, para a SIC Notícias, onde falou sobre o ataque desta quinta-feira nas Ramblas, em Barcelona. José Manuel Anes falou na tática defendida na revista dos extremistas do Daesh e que foi usada neste ataque: a utilização de viaturas "de preferência as mais pesadas para matar o maior número de pessoas".