sicnot

Perfil

Mundo

Tropas turcas tomam uma dezena de localidades perto de Jarablos

O exército turco e os seus aliados locais do Exército Livre Sírio (ELS) conquistaram nas últimas horas uma dezena de localidades a sul de Jarablos, que estavam nas mãos das milícias curdas, noticiou hoje o jornal Sabah.

O diário turco, considerado pró-governamental, indica que foram tomadas localidades situadas num raio de 20 quilómetros a sul de Jarablos, ocupada na passada quarta-feira após ter sido abandonada pelos jihadistas do Estado Islâmico (EI).

De acordo com fontes militares do ELS citadas pelo Sabah, as localidades tomadas são Al Amarna e Ain al Baida, bem como outras oito nas redondezas.

O jornal acrescenta que foram capturados sete membros das Unidades de Proteção do Povo curdo (YPG) e material bélico.

A Turquia considera que as Unidades de Proteção do Povo Curdo (YPG) são filiais locais sírias do grupo armado PKK (Partido dos Trabalhadores do Curdistão), ativo em solo turco e apontado por Ancara como uma organização terrorista.

O governo turco defende que o PKK e as suas estruturas - que pretendem instaurar um estado curdo autónomo - são tão terroristas como o Estado Islâmico.

As YPG, que têm recebido cobertura aérea por parte dos Estados Unidos, têm sido as milícias mais eficazes na Síria na luta contra o EI.

A Turquia considera a margem ocidental do rio Eufrates como "uma linha vermelha" para a presença de milícias curdas, uma vez que rejeita a criação de um território autónomo curdo no norte da Síria, numa zona fronteiriça com o seu próprio território.

A ofensiva turca na Síria, denominada "Escudo do Eufrates" já causou dezenas de mortos, tanto civis como combatentes, segundo o exército turco e a oposição síria.

O Observatório Sírio dos Direitos Humanos afirmou no domingo que 35 civis morreram nos bombardeamentos da aviação turca, enquanto que o exército turco assegura que apenas matou 25 "terroristas".

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, avisou no domingo que os seus militares vão lutar contra as milícias curdas "com a mesma determinação" com que combatem o Estado Islâmico.

A operação militar turca na Síria conta com 50 carros de combate e 500 militares, em apoio a cerca de dois mil efetivos do ELS, indicam os jornais turcos.

Lusa

  • "Sinto-me como quem leva uma sova monumental"
    0:30
  • Temperaturas vão subir até 4ª feira

    País

    As temperaturas vão subir até esta quarta-feira, prevendo-se máximas entre os 22 e os 29 graus na generalidade do território, valores acima do normal para a época do ano, adiantou hoje a meteorologista Maria João Frada.

  • A história por detrás da fotografia que correu (e impressionou) o Mundo

    Mundo

    Depois dos incêndios da semana passada na Galiza, começou a circular na internet e nas redes sociais a imagem de uma cadela que alegadamente levava a sua cria carbonizada na boca. Contudo, a cadela é na verdade macho e chama-se Jacki. Esta é a história do cão que passou os dias após os fogos a recolher animais mortos para os enterrar num campo perto de uma igreja, em Coruxo, Vigo.

    SIC

  • Equipa responsável por renovação da Proteção Civil ainda não é conhecida
    2:45

    País

    A constituição da unidade de missão que deverá entrar esta segunda-feira em funções para concretizar a reforma dos sistemas de prevenção e combate a incêndios ainda não é conhecida. A equipa de trabalho anunciada por António Costa será responsável por pôr de pé o novo sistema de Proteção Civil, aprovado no Conselho de Ministros extraordinário de sábado.

  • "Quero unir o PSD depois de o clarificar"
    1:17
  • Quando o cão de Macron fez chichi no gabinete do Presidente francês
    0:31
  • Antigos presidentes dos EUA angariam 26 milhões para vítimas dos furacões
    0:58

    Mundo

    Os cinco antigos presidentes dos Estados Unidos da América ainda vivos juntaram-se para ajudar as vítimas dos furacões. Bill Clinton e Barack Obama lembraram as vítimas dos furacões e elogiaram o espírito solidário dos norte-americanos. Os antigos presidentes norte-americanos lançaram o apelo no início do mês passado e já conseguiram angariar cerca de 26 milhões de euros.