sicnot

Perfil

Mundo

Cerca de 10 mil mortos no conflito no Iémen desde março de 2015

Cerca de 10 mil pessoas morreram no conflito no Iémen desde marco de 2015, quando começou a intervenção da coligação árabe dirigida pela Arábia Saudita, disse esta terça-feira um responsável da ONU no país.

Falando numa conferência de imprensa na capital iemenita, Sanaa, o diretor do Gabinete para a Coordenação de Assuntos Humanitários da ONU (OCHA) no Iémen, Jamie McGoldrick, admitiu que o número ainda possa ser maior, dado basear-se em dados dos centros regionais de saúde, que não existem em todas as zonas do país.

Nas áreas sem hospitais, os cadáveres são sepultados sem que se registem as mortes, adiantou McGoldrick.

O responsável disse ainda que perto de três milhões de pessoas foram obrigadas a abandonar as suas casas e a deslocar-se para outras zonas do país, enquanto cerca de 200.000 fugiram do Iémen.

O conflito começou quando o movimento rebelde xiita dos "hutis" ocupou sem setembro de 2014 Sanaa e outras províncias do norte do Iémen, obrigando o presidente Abd Rabbo Mansur Hadi a fugir para Aden (sul) e depois para Riade, onde está exilado.

Em março de 2015, a coligação árabe começou a intervir no conflito em defesa do presidente Hadi.

Lusa

  • Novas buscas no Universo Espírito Santo

    Queda do BES

    O Ministério Público voltou a fazer buscas no âmbito dos processos do Universo Espírito Santo. A SIC sabe que ontem e hoje os investigadores recolheram provas em diversos locais do continente e também na Madeira, nomeadamente em residências, empresas e entidades bancárias.

    Notícia SIC

  • Visitar a região afetada pelo fogos é uma forma de ajudar na recuperação
    3:07
  • Carvalhal do Sapo tenta recuperar a vida normal após incêndio
    2:33

    País

    As populações das aldeias de Góis tentam voltar à normalidade, ao fim de vários dias rodeadas por um grande dispositivo de operacionais. A repórter Cristina Freitas esteve hoje em Carvalhal do Sapo, onde se realizou mais um funeral de uma das vítimas do incêndio de Pedrógão Grande.

  • Falta de médicos e de ofertas de emprego preocupa habitantes da Guarda
    5:13
  • "Do ponto de vista interno a candidatura do Porto é a melhor" 
    0:50

    País

    António Costa admite que a candidatura da cidade do Porto para receber a Agência Europeia do Medicamento seria a melhor para Portugal. No entanto o primeiro-ministro diz que é preciso avaliar se a candidatura do Porto é a que tem mais hipóteses de ganhar, quando comparada com outras cidades europeias. 

  • Daesh divulga imagens da destruição da mesquita de Mossul
    1:58
  • "Podemos ser atendidos por um médico branco?"
    0:58