sicnot

Perfil

Mundo

Cerca de 10 mil mortos no conflito no Iémen desde março de 2015

Cerca de 10 mil pessoas morreram no conflito no Iémen desde marco de 2015, quando começou a intervenção da coligação árabe dirigida pela Arábia Saudita, disse esta terça-feira um responsável da ONU no país.

Falando numa conferência de imprensa na capital iemenita, Sanaa, o diretor do Gabinete para a Coordenação de Assuntos Humanitários da ONU (OCHA) no Iémen, Jamie McGoldrick, admitiu que o número ainda possa ser maior, dado basear-se em dados dos centros regionais de saúde, que não existem em todas as zonas do país.

Nas áreas sem hospitais, os cadáveres são sepultados sem que se registem as mortes, adiantou McGoldrick.

O responsável disse ainda que perto de três milhões de pessoas foram obrigadas a abandonar as suas casas e a deslocar-se para outras zonas do país, enquanto cerca de 200.000 fugiram do Iémen.

O conflito começou quando o movimento rebelde xiita dos "hutis" ocupou sem setembro de 2014 Sanaa e outras províncias do norte do Iémen, obrigando o presidente Abd Rabbo Mansur Hadi a fugir para Aden (sul) e depois para Riade, onde está exilado.

Em março de 2015, a coligação árabe começou a intervir no conflito em defesa do presidente Hadi.

Lusa

  • BCE autoriza CGD a avançar com recapitalização

    Caso CGD

    A Caixa Geral de Depósitos informou esta sexta-feira que vai prosseguir com as operações da primeira fase do aumento de capital, depois de ter obtido autorização para isso junto do Banco Central Europeu (BCE) e do Banco de Portugal.

  • Costa confiante no crescimento da economia e das exportações
    1:09

    Economia

    O primeiro-ministro manifestou confiança no crescimento da economia e das exportações. À margem da cerimónia dos 25 anos da Auto Europa em Portugal, António Costa deu vários exemplos de investimento estrangeiro, feito nas últimas semanas no país, e disse que os dados económicos recentes são positivos.

  • Turista italiano assassinado em favela do Rio de Janeiro
    1:01

    Mundo

    Um turista italiano de 52 anos foi assassinado numa favela do Rio de Janeiro, no Brasil, enquanto viajava com um amigo. Após várias horas com o gangue autor do crime, o amigo que se encontrava com a vítima acabou por ser libertado.

  • O anúncio de natal que está a emocionar o mundo
    1:47