sicnot

Perfil

Mundo

China condena o ataque "extremista e violento" contra a sua embaixada no Quirguistão

© Vladimir Pirogov / Reuters

A China condenou hoje o ataque suicida "extremista e violento" contra a sua embaixada em Biskek, no Quirguistão, que deixou pelo menos três pessoas feridas, afirmando esperar que o país vizinho "investigue o assunto imediatamente".

"Estamos profundamente chocados e condenamos firmemente este ataque", sublinhou a porta-voz do ministério chinês dos Negócios Estrangeiros Hua Chunying, numa conferência de imprensa em Pequim.

Um carro explodiu hoje após embater contra o portão da embaixada chinesa na capital do Quirguistão, informou a polícia, causando a morte do condutor e ferimentos em dois funcionários da embaixada e uma mulher.

Uma fonte do serviço de segurança nacional do país da Ásia Central disse à agência France Presse que um "dispositivo explosivo" foi colocado dentro veículo.

Hua não classificou o incidente como um ato terrorista, repetindo a postura adotada pela imprensa estatal chinesa.

"Já pedimos ao Quirguistão para que tome todas as medidas necessárias para assegurar a segurança do pessoal chinês e que investigue a fundo o assunto, para que os responsáveis sejam julgados", disse.

A porta-voz apontou que, até ao momento, "nenhuma organização reivindicou a autoria do ataque", e reiterou que a China "está a cooperar com o Quirguistão" e que pediu ao país vizinho para que "nos mantenha informados e revele as informações o mais rápido possível".

"Preservamos a segurança das missões diplomáticas da China no exterior, e tomaremos todas as medidas necessárias para as salvaguardar", acrescentou.

O vice-primeiro-ministro do Quirguistão, Zhenish Razákov, disse aos jornalistas no local que "o terrorista suicida ia ao volante de um Mitsubishi Delica. Os três feridos são cidadãos do Quirguistão".

O país, habitado maioritariamente por muçulmanos, tem um passado recente marcado por instabilidade política e extremismo islâmico.

Desde que em 1991 se tornou independente da antiga União Soviética, o Quirguistão sofreu dois golpes de Estado, enquanto confrontos étnicos foram responsáveis por centenas de mortos.

As autoridades do país anunciam frequentemente que frustraram atentados terroristas planeados pelo grupo extremista Estado Islâmico (EI).

O Quirguistão faz fronteira com a China, Cazaquistão, Tajiquistão e Uzbequistão.

O ataque ocorre nas vésperas de a China acolher a cimeira do G20, na cidade de Hangzhou, na costa leste do país.

A China regista frequentemente violentos conflitos étnicos em Xinjiang, região autónoma no noroeste do país habitada pela minoria étnica uigur.

Lusa

  • A fábrica de caças na base aérea de Monte Real
    3:35
  • Comprar ou arrendar casa?
    8:25
  • Fui contactado por um espectador do “Contas-Poupança” (quartas-feiras, Jornal da Noite, SIC) e leitor do blogue www.contaspoupanca.pt, que foi surpreendido com uma carta do banco a aumentar o spread porque um dos serviços que tinha subscrito tinha sido extinguido. Neste caso específico, a domiciliação de ordenado. Ora, o cliente ficou estupefacto porque não mudou de empresa, não foi despedido nem tinha havido nenhuma alteração no recebimento do ordenado naquela conta.

    Pedro Andersson

  • NotPetya: Lourenço Medeiros explica o novo ciberataque global
    2:44

    Mundo

    A Ucrânia está a ser seriamente afetada por um novo ataque informático. Algumas empresas de grande dimensão estão a ser prejudicadas, agravando a dimensão global do ataque, o qual não parece ser dirigido a ninguém em concreto. Ontem, nas primeiras horas do ataque, não parava de crescer o número de vítimas.

  • Temer acusado de prejudicar Polícia Federal
    2:36
  • Violência volta às favelas do Rio de Janeiro
    3:21

    Mundo

    As favelas do Rio de Janeiro voltaram aos níveis de violência dos anos 90. A cidade de Deus foi uma das favelas pacificadas que voltou a registar tiroteios diariamente, os moradores falam de situações de trauma e do medo das crianças.

  • Trump interrompe telefonema para elogiar jornalista

    Mundo

    A jornalista irlandesa Caitriona Perry viu-se esta terça-feira envolvida num momento que a própria classificou de "bizarro": um encontro inesperado com Donald Trump, que interrompeu um telefonema com o primeiro-ministro irlandês para... a elogiar.

    SIC

  • Caricaturas de Trump invadem capital do Irão

    Mundo

    O Irão está a organizar um concurso internacional de caricaturas do Presidente norte-americano Donald Trump. Pelas ruas de Teerão já vão surgindo algumas imagens alusivas ao festival que vai realizar-se no próximo mês de julho.

  • Companhia aérea obriga deficiente físico a entrar no avião sem ajuda

    Mundo

    Um homem com uma deficiência física que o obriga a andar numa cadeira de rodas foi obrigado a subir sozinho as escadas de um avião da companhia aérea Vanilla Air. Hideto Kijima deparou-se com a situação quando estava a embarcar da ilha de Amami para Osaka, no Japão, com vários amigos que foram proibidos de o ajudar.

  • De onde vem o dinheiro de Isabel II?

    Mundo

    A rainha Isabel II vai ser aumentada - pelo exercício das suas funções -, em 2018, para 82,2 milhões de libras (93,5 milhões de euros). Este valor é pago pelo Estado britânico. Contudo, esta não é a única fonte de rendimento da rainha de Inglaterra. Isabel II também recebe pelas terras, casas e empresas que tem espalhadas pelo Reino Unido.

  • Cão corre os EUA a entregar águas aos árbitros em jogos de basebol
    0:20