sicnot

Perfil

Mundo

Mais nove jornalistas detidos na Turquia

As autoridades turcas detiveram nove jornalistas, incluindo o chefe de redação do diário Hurriyet, por alegadas ligações a Fetullah Gullen, acusado de ter orquestrado a tentativa de golpe de Estado em julho, noticiou o jornal.

Ao todo, o gabinete do procurador de Istambul emitiu mandados de detenção para 35 pessoas, acusadas de estarem relacionadas com as unidades das forças armadas que tentaram derrubar o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, a 15 de julho, de acordo com o site do Hurriyet.

Entre os jornalistas detidos, acusados de propaganda a favor de Gulen, conta-se Dincer Gokce, chefe de redação do site anglófono do Hurriyet.

Oito jornalistas, detidos em Istambul, Ancara e na província de Kocaeli (noroeste), são atuais ou antigos funcionários dos diários Bugun, Radikal e Yeni Safak, e do antigo jornal da oposição Zaman, indicou a televisão turca NTV.

Pelo menos 18 suspeitos deixaram o país e oito continuam a ser procurados pelas autoridades, acrescentou.

O governo turco acusou Gullen, exilado nos Estados Unidos, de ter orquestrado a tentativa de golpe de Estado e desencadeou uma purga nas forças armadas, polícia, justiça, educação, empresas e comunicação social contra os apoiantes do religioso.

O antigo imã desmentiu qualquer implicação na tentativa de golpe de Estado.

Vários jornalistas encontram-se sob prisão preventiva, a aguardar julgamento, incluindo Nazli Ilicak, antiga deputada, que foi despedida do diário pró-governamental Sabah em 2013 depois de ter criticado ministros envolvidos num escândalo de corrupção, orquestrado - de acordo com Ancara - também por Fetullah Gulen.

Lusa

  • O encontro emocionado de Marcelo com a mãe de uma das vítimas dos fogos
    0:30
  • Proteção Civil garante que já não há desaparecidos
    1:40
  • "Depois de sair da autoestrada o vidro do carro ainda estava a ferver"
    2:01
  • "O fogo chegou de repente. Foi um demónio"
    2:15
  • O desabafo de um empresário que perdeu "uma vida inteira de trabalho" no fogo
    2:08
  • O testemunho emocionado de quem perdeu quase tudo
    2:10
  • As comunicações entre operacionais no combate às chamas em Viseu
    2:27
  • Houve "erros defensivos que normalmente a equipa não comete"
    0:38

    Desporto

    No final do jogo, quando questionado sobre a ausência de Casillas no onze do FC Porto, Sérgio Conceição referiu que a equipa apresentada era aquela que lhe oferecia garantias. Quanto ao jogo, o treinador portista reconheceu que a equipa cometeu vários erros defensivos.

  • "Cometemos erros e há que tentar corrigi-los"
    0:41

    Desporto

    No final do jogo em Leipzig, Iván Marcano desvalorizou a ausência de Iker Casillas e entendeu que o facto de o guarda-redes ter ficado no banco não teve impacto na equipa. Já sobre o jogo, o central espanhol garantiu que não correu da forma como os jogadores esperavam.

  • Norte-americana foi à discoteca e tornou-se princesa

    Mundo

    A história de Ariana Austin é quase como um conto de fadas moderno. A jovem vai até ao baile, onde conhece o seu príncipe. Só que a norte-americana foi a uma discoteca e, na altura, não sabia que Joel Makonnen era na verdade um príncipe da Etiópia e que casaria com ele 12 anos depois, tornando-se também ela numa princesa.