sicnot

Perfil

Mundo

Isabel II procura empregado doméstico para cuidar do Palácio

© POOL New / Reuters

A rainha Isabel II está à procura de um empregado doméstico que cuide e limpe do Palácio e das suas obras de arte. Viver no Palácio de Buckingham e refeições garantidas, são os privilégios do trabalho.

A oferta de emprego foi publicada por oficiais do Palácio, que dizem ainda que o salário será ajustado devido ao alojamento dado. Não falam em números, mas a pessoa que fazia o mesmo anteriormente recebia cerca de 21 mil euros por ano.

Para além do Palácio, a pessoas terá ainda de viajar para outras residências oficiais: a lista inclui uma pensão. No anúncio pode-se ainda ler: "Este não é um trabalho doméstico normal. Vai ter de trabalhar e viver num cenário histórico, e terá de garantir que a residência será apresentada no seu melhor aos convidados, colegas e, claro, à família real".

O empregado (ou empregada) terá de limpar carpetes, vasos e pinturas; receber os convidados da rainha; e ajudar nos eventos mais importantes.

Mas se esta proposta não foi apelativa o suficiente, a rainha procura também um jardineiro, um assistente para o Palácio e um eletricista para o Castelo de Windsor.

  • "Ainda estou viva", diz rainha de Inglaterra
    0:17

    Mundo

    A Rainha de Inglaterra iniciou na segunda-feira uma visita oficial de dois dias à Irlanda do Norte. É a primeira ronda de compromissos públicos de Isabel II, desde que os britânicos escolheram sair da União Europeia. A rainha não emitiu qualquer declaração sobre o resultado do referendo de quinta-feira mas a imprensa britânica tem avançado que a monarca apoia a saída. Na Irlanda do Norte, a rainha foi recebida pelo vice-primeiro-ministro, num encontro que ficou marcado pelas declarações bem dispostas de Isabel II quando Martin McGuiness lhe perguntou se estava tudo bem.

  • Governo prepara projeto para suavizar transição para a reforma
    1:38

    Economia

    O Governo quer suavizar a transição do trabalho para a reforma. A ideia é que essa passagem seja feita gradualmente e não de um dia para o outro, o que pode ser mais traumático. O projeto prevê a possilidade de o trabalhador cumprir meio horário e acumular com meia pensão.

  • Portugal pode perder parte dos fundos comunitários
    2:21

    Economia

    Portugal arrisca-se a perder parte dos fundos comunitários atribuídos ao país, se não acelerar a execução dos programas que têm comparticipação de Bruxelas. A notícia é avançada pelo jornal Público, que revela que o país ainda está longe de cumprir as metas mínimas. O Executivo desdramatiza e acredita que serão cumpridas até ao final do ano. O Governo diz mesmo que Portugal deverá ser um dos países com melhores taxas de execução.

  • Proteína tóxica que se acumula no cérebro pode ser uma das causas do Alzheimer
    2:33

    País

    Uma proteína tóxica que se acumula no cérebro pode ser uma das causadoras do Alzheimer. A revelação, feita pelo prémio Nobel da Medicina de 2014, será discutida no terceiro dia da cimeira mundial sobre doenças neurodegenerativas na Fundação Champalimaud, em Lisboa. A partir de hoje, serão apresentadas novidade nas investigações científicas sobre a epidemia silenciosa, que atinge 50 milhões de pessoas em todo o mundo.

  • Primeiro discurso de Costa na ONU alinhado com o de Guterres

    País

    O primeiro-ministro, António Costa, proferirá hoje o seu primeiro discurso na Assembleia Geral das Nações Unidas, devendo estar muito alinhado com a agenda política apresentada na terça-feira pelo secretário-geral da ONU, António Guterres, valorizando o multilateralismo.

  • Habitantes da favela da Rocinha temem novo episódio violento
    2:54

    Mundo

    Localizada no Rio de Janeiro, a Rocinha, maior favela do Brasil, foi palco de um tiroteio entre traficantes, no último fim de semana. Agora, pelo terceiro dia consecutivo, a polícia do Rio de Janeiro está a fazer um cerco em algumas favelas cariocas à procura de traficantes. A comunidade está assustada e receia que episódios violentos como este se repitam.