sicnot

Perfil

Mundo

Papa saúda acordo de paz entre governo da Colômbia e as FARC

O papa Francisco saudou o recente acordo de paz alcançado entre o governo da Colômbia e a guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC), reiterando a importância de todos os colombianos viverem em "concórdia e reconciliação".

"O santo padre está satisfeito com a notícia do encerramento das negociações entre o governo [da Colômbia] e as FARC, como conclusão de um intenso processo que se prolongou durante os últimos anos", referiu um comunicado divulgado hoje pela Secretaria de Estado do Vaticano.

Na mesma nota, a Santa Sé salientou que o pontífice reitera o seu apoio "ao objetivo de alcançar a concórdia e a reconciliação para todo o povo colombiano, à luz dos Direitos Humanos e dos valores cristãos que estão no centro da cultura latino-americana".

O comunicado também explicou a recusa do Vaticano de nomear um representante para o comité de seleção de juízes que compõem o Tribunal Especial para a paz.

O convite foi endereçado ao papa Francisco no passado dia 12 de agosto, mas o Vaticano, "considerando a vocação universal da Igreja e da missão do sucessor de Pedro como Pastor do Povo de Deus", avaliou que "seria mais adequado que tal tarefa fosse atribuída a outras instâncias".

O papa afirmou em várias ocasiões o seu desejo de visitar a Colômbia quando a paz fosse firmada. Com base nos últimos acontecimentos, uma deslocação do pontífice ao território colombiano poderá ocorrer no início do próximo ano.

O Governo da Colômbia e as FARC anunciaram na semana passada em Havana um acordo de paz sem precedentes, depois de quatro anos de duras negociações em Cuba, para acabar com 52 anos de guerra civil, o mais antigo conflito da América Latina.

No fim de semana foi anunciado que a assinatura solene do acordo de paz irá acontecer entre 20 e 26 de setembro.

"A data solene da assinatura (...) será entre 20 e 26 de setembro, em função das agendas das figuras, inúmeras e difíceis de coordenar, que vão assistir a essa cerimónia", anunciou, no sábado, o ministro da Defesa colombiano, Luis Carlos Villegas.

Sobre o local da assinatura, o Presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, já admitiu várias hipóteses, incluindo Cuba ou Bogotá ou ainda a sede das Nações Unidas, em Nova Iorque, onde tem lugar a Assembleia-Geral da ONU a partir de 20 de setembro.

A guerra na Colômbia, que começou em 1964, provocou a morte a 260.000 pessoas e fez 6,9 milhões de deslocados e 45.000 desaparecidos.

O acordo de paz tem ainda de ser aprovado pelos colombianos num referendo, agendado para 02 de outubro.

Lusa

  • Salgado impedido de sair do país e de contactar outros arguidos
    1:21

    Operação Marquês

    O ex-presidente do BES, Ricardo Salgado, ficou esta quarta-feira impedido de se ausentar para o estrangeiro sem autorização prévia e proibido de contactar com os arguidos da Operação Marquês, determinou o Tribunal Central de Instrução Criminal. O jornalista da SIC Luís Garriapa esteve no TCIC, onde deu a conhecer as medidas de coação, depois de uma "longa maratona de nove horas".

  • Temperatura global de 2016 foi a mais alta desde 1880

    Mundo

    A temperatura média na superfície terrestre e oceânica em 2016 foi a mais alta desde 1880, no terceiro ano consecutivo de recordes do aquecimento global, anunciou esta quarta-feira a agência dos Estados Unidos para a atmosfera e os oceanos.

  • CIA desvenda segredos de quase 50 anos de História

    Mundo

    A CIA publicou online quase 12 milhões de documentos confidenciais. Basta uma ligação à Internet para navegar por entre 50 anos de relatórios outrora secretos. Entre os milhões de páginas, estão documentos sobre um eventual assassínio de Fidel Castro, detalhes sobre os crimes de guerra nazis, relatórios sobre avistamentos de OVNI e um estudo sobre telepatia denominado "Projeto Star Gate".

  • Cadela sobrevive após engolir faca de cozinha

    Mundo

    Na Escócia, uma história de sobrevivência, no mínimo, bicuda. Uma cadela engoliu uma faca de cozinha com mais de 20 centímetros, manteve-a dentro de si durante algumas semanas mas sobreviveu, depois de ser operada de urgência..