sicnot

Perfil

Mundo

Líder da Apple diz que decisão europeia foi "disparate político"

Reuters

O líder da tecnológica norte-americana Apple, Tim Cook, considerou "um disparate político" a decisão de Bruxelas de pedir ao grupo para pagar à Irlanda 13 mil milhões de euros em impostos.

"É um disparate político", afirmou em entrevista ao jornal irlandês Irish Independant, criticando ainda o número indicado sobre os benefícios concedidos em 2014, depois de Bruxelas ter avançado com uma taxa de imposto de 0,005%.

"Foram buscar um número não sei onde. Durante o ano em que a comissão diz que pagámos essa taxa de imposto, pagámos 400 milhões de dólares. Pensamos que devemos ser o maior contribuinte na Irlanda nesse ano", apontou.

A Comissão Europeia afirmou na terça-feira que a Irlanda concedeu benefícios fiscais ilegais à Apple, ordenando a Dublin que recupere 13 mil milhões de euros junto da empresa tecnológica norte-americana por impostos não cobrados entre 2003 e 2014.

Cook defendeu-se de ter beneficiado de um tratamento fiscal privilegiado da Irlanda e disse esperar que o país recorra da decisão.

"Estamos na Irlanda há 37 anos, temos uma história de amor longa e estou confiante que o governo vai tomar a decisão certa, mantendo-se firme e ripostando", adiantou, mas em declarações à televisão RTE.

Cook afirmou também que o grupo que lidera, que também vai recorrer da decisão, "não tem de se desculpar" e que o governo irlandês "não fez absolutamente nada de mal".

Logo depois de ter sido anunciada a decisão de Bruxelas, a Irlanda indicou que iria recorrer, mas a decisão não foi tomada e o governo vai reunir-se na sexta-feira sobre o assunto.

Lusa

  • Família Aveiro na inauguração do Aeroporto Cristiano Ronaldo
    2:34

    País

    A decisão de dar o nome de Cristiano Ronaldo ao aeroporto da Madeira divide opiniões. Contudo, na cerimónia de inauguração desta quarta-feira só se ouviram aplausos. Os madeirenses juntaram-se à porta do aeroporto para ver e receber o melhor jogador do mundo. Também a família do jogador esteve na Madeira para apoiar Ronaldo.

  • A (polémica) mudança de nome do aeroporto da Madeira
    2:00

    País

    O aeroporto da Madeira é desde esta quarta-feira aeroporto Cristiano Ronaldo. O Presidente da República e o primeiro-ministro estiveram juntos na homenagem ao futebolista. A alteração não é consensual entre os madeirenses.

  • O busto de Ronaldo que virou piada no mundo inteiro
    2:04

    País

    No dia em que foi formalizado o novo nome do aeroporto da Madeira, foi também conhecido o busto em bronze de Cristiano Ronaldo e que, desde logo, começou a provocar reações em todo o mundo. As críticas da imprensa internacional não são propriamente positivas e a internet aproveitou para dar contornos humorísticos à criação.

  • A história de um dos maiores fãs de Cristiano Ronaldo
    5:52

    Desporto

    Um dos maiores fãs de Cristiano Ronaldo não perdeu a oportunidade de se deslocar à Madeira, para conhecer o ídolo e o local onde Cristiano nasceu e cresceu. Lucas Mendes é brasileiro, tem apenas 23 anos e criou a página de fãs de Ronaldo mais seguida no Brasil.

  • Os seus descontos para a Segurança Social estão em ordem?
    7:50
    Contas Poupança

    Contas Poupança

    4ª FEIRA JORNAL DA NOITE

    Os portugueses estão cada vez mais preocupados com a reforma. O valor que se vai receber depende dos descontos que se fizerem para a Segurança Social. Mas há contabilistas que cometem burlas com o dinheiro dos clientes, há esquecimentos, e empresas que deixam de pagar as contribuições por falta de verbas. O Contas Poupança explica-lhe como pode ver neste instante se todos os seus descontos estão nos cofres da Segurança Social, e corrigir algum erro antes que seja tarde demais.

  • "Não há razão para fingirmos que hoje é um dia feliz"
    1:55

    Brexit

    Depois de receber esta quarta-feira a notificação do Brexit, o presidente do Conselho Europeu antecipou negociações difíceis. Donald Tusk diz que agora é preciso minimizar os prejuízos para os cidadãos europeus e para as empresas.

  • "Não há recuo possível"
    2:30

    Brexit

    O processo de saída do Reino Unido da União Europeia começou esta quarta-feira, com a ativação do artigo 50.º do Tratado de Lisboa. A notificação de Theresa May foi feita por carta a Donald Tusk e a primeira-ministra disse que não recuo possível. O processo de negociações levará dois anos e a saída do Reino Unido da União Europeia ficará concluída em 2019.