sicnot

Perfil

Mundo

Número de desaparecidos à passagem de tufão pelo Japão sobe para 21

As autoridades japonesas elevaram hoje para 21 o número de desaparecidos no nordeste do arquipélago à passagem do tufão Lionrock, que causou pelo menos 11 mortos e graves inundações devido a chuvas torrenciais.

A localidade de Iwaizumi, na prefeitura de Iwate, foi uma das mais atingidas: nove idosos morreram no lar onde residiam, devido ao transborde de um rio próximo, e 18 pessoas continuam desaparecidas, segundo a agência Kyodo.

Outras três pessoas estão também desaparecidas na ilha de Hokkaido, depois de serem arrastadas pelo caudal dos rios, incluindo uma jovem de 28 anos cujo carro caiu dentro do caudal fluvial devido a danos na ponte.

As autoridades locais e o corpo de bombeiros recomeçaram hoje as buscas pelos desaparecidos, enquanto o Governo mantém em 11 o número de mortos devido ao tufão, que atravessou o nordeste do país entre segunda e terça-feira.

O primeiro-ministro Shinzo Abe convocou uma reunião do seu gabinete para a tarde de hoje com o objetivo de estabelecer um plano para lidar com o desastre natural, que causou um rasto de devastação.

A Agência Meteorológica do Japão informou hoje da formação de um novo tufão, o Namtheun, próximo do arquipélago.

O 12.º tufão da temporada 2016 no Pacífico encontra-se a sul de Okinawa e desloca-se em direção nordeste, com ventos até aos 90 quilómetros por hora.

Espera-se que a tempestade chegue a ilha de Kyushu entre sábado e domingo, e que atravesse depois a região sudoeste da ilha principal de Honshu antes de continuar em direção à China.

Se mantiver o rumo, o Namtheun será o quarto tufão a atingir o Japão em duas semanas.

Lusa

  • Avioneta despenha-se em centro comercial de Melbourne

    Mundo

    Uma avioneta com cinco pessoas a bordo caiu num centro comercial perto do aeroporto de Essendon em Melbourne. Segundo a polícia do estado de Vitória tratava-se de um voo charter com destino a King Island, situada entre a parte continental da Austrália e a ilha da Tasmânia.

  • Acha que conhece o seu país?
    27:42
  • Jornalista bielorrusso come jornal após perder aposta

    Desporto

    Vyacheslav Fedorenko, editor de desporto de um importante jornal da Bielorrúsia, apostou que o Dinamo Minsk não chegaria aos play-offs da Kontinental Hockey League (KHL), uma liga internacional dominada por equipas russas. Perdeu e acabou a comer as próprias palavras, impressas em papel.