sicnot

Perfil

Mundo

Oposição venezuelana anuncia tomada de todas as cidades a 14 de setembro

© Marco Bello / Reuters

A oposição terminou esta quinta-feira a "tomada" de Caracas anunciando novas medidas para exigir a realização do referendo revogatório do mandato presidencial de Nicolás Maduro, que incluem a ocupação de todas as cidades do país.

"O que o povo venezuelano conseguiu hoje é realmente um mérito impressionante. Conseguimos derrotar o anel de ferro militar e policial que tentou travar o povo venezuelano", disse o secretário da aliança opositora Mesa de Unidade Democrática.

Jesus Torrealba falava em Caracas, na avenida Francisco de Miranda, ponto final da concentração promovida pela oposição e em que proclamou o fim da operação "tomada de Caracas, por seis horas".

"Hoje é o início da etapa definitiva desta luta. Esta marcha que hoje se mobilizou irá, na quarta-feira 07 de setembro até ao Conselho Nacional Eleitoral (CNE) exigindo que nos digam quais são as condições para recolher 20% das assinaturas (dos eleitores)", disse.

Jesus Torrealba anunciou ainda que depois da marcha até ao CNE, a oposição realizará, a 14 de setembro uma "tomada" de todas as cidades da Venezuela, durante 12 horas e duas semanas mais tarde uma "tomada" do país por 24 horas.

Hoje ainda, a oposição pretende realizar um 'cacerolazo' (bater em panelas) contra o Presidente Nicolás Maduro.

Lusa

  • Venezuelanos exigem referendo revogatório do mandato de Nicolás Maduro
    0:25

    Mundo

    Opositores do presidente Venezuelano vieram esta quinta-feira para as ruas exigir um calendário para o referendo revogatório do mandato de Nicolás Maduro. Milhares de pessoas encheram as ruas da capital, Caracas, e manifestaram desagrado com o rumo do país e com a crise económica que está instalada. Queixam-se das condições de vida, do desemprego, da insegurança e da falta de alimentos. O presidente Nicolas Maduro fala numa tentativa de golpe de Estado apoiada pelos Estados Unidos e, nos últimos dias, foram detidos vários opositores. O protesto é intitulado "Tomada de Caracas".

  • A cronologia da crise política na Venezuela

    Mundo

    A crise política na Venezuela tem vindo a aprofundar-se com a oposição a insistir na realização de um referendo para revogar o mandato do Presidente do país, Nicolás Maduro, levando esta quinta-feira milhares a protestarem na rua.