sicnot

Perfil

Mundo

Samsung suspende vendas do Galaxy Note 7 devido a explosão de baterias

Em desenvolvimento

© Kim Hong-Ji / Reuters

A gigante sul coreana anunciou esta manhã, em conferência de imprensa, que vai suspender as vendas do telemóvel Samsung Galaxy Note 7, a nível mundial, devido a problemas com as baterias. Segundo relatos dos utilizadores, a bateria de alguns smartphones da marca sul-coreana explodiu enquanto os dispositivos estavam a carregar.

Última atualização 10:13

A empresa anunciou ainda que irá preparar equipamentos de substituição para os modelos entretanto vendidos.

Quem já comprou vai poder trocar o Galaxy Note 7 independentemente da data em que fez a aquisição.

A Samsung confirmou o registo de 35 casos em que houve explosão dos telemóveis durante o carregamento, devido a problemas na bateria.

Em comunicado, a empresa revela ainda que serão precisas duas semanas para preparar todos os equipamentos de substituição para os telemóveis já vendidos.

Entretanto no Twitter foram publicadas fotografias de alguns telemóveis Galaxy 7 cujas baterias explodiram.

Samsung set to issue global recall on new Galaxy Note 7 phones after explosion claims. https://t.co/lFANq5aotO pic.twitter.com/tYaCy5wZbc

— ONE News (@ONENewsNZ) 2 de setembro de 2016

Samsung set to issue global recall on new Galaxy Note 7 phones after explosion claims. https://t.co/lFANq5aotO pic.twitter.com/tYaCy5wZbc

— ONE News (@ONENewsNZ) 2 de setembro de 2016
  • Avioneta despenha-se em centro comercial de Melbourne

    Mundo

    Uma avioneta com cinco pessoas a bordo caiu num centro comercial perto do aeroporto de Essendon em Melbourne. Segundo a polícia do estado de Vitória tratava-se de um voo charter com destino a King Island, situada entre a parte continental da Austrália e a ilha da Tasmânia.

  • Acha que conhece o seu país?
    27:42
  • Jornalista bielorrusso come jornal após perder aposta

    Desporto

    Vyacheslav Fedorenko, editor de desporto de um importante jornal da Bielorrúsia, apostou que o Dinamo Minsk não chegaria aos play-offs da Kontinental Hockey League (KHL), uma liga internacional dominada por equipas russas. Perdeu e acabou a comer as próprias palavras, impressas em papel.