sicnot

Perfil

Mundo

Grupo Abu Sayyaf reivindica atentado nas Filipinas

© Leandro Salvo Daval Jr / Reuters

O grupo radical islamita Abu Sayyaf foi responsável pelo atentado à bomba na sexta-feira, na terra natal do Presidente filipino, Rodrigo Duterte, que matou pelo menos 14 pessoas, disse hoje a presidente da câmara.

"O Gabinete do Presidente enviou uma mensagem de texto para confirmar que foi uma da retaliação do Abu Sayyaf. Nós, no município, estamos a tratar este caso como uma retaliação do Abu Sayyaf", disse à CNN Filipinas Sarah Duterte, que além de autarca é filha do Presidente Duterte.

O ministro da Defesa, Delfin Lorenzana, também atribuiu o ataque de sexta-feira ao Abu Sayyaf, um grupo islâmico que prometeu lealdade ao grupo Estado islâmico.

"Ninguém assumiu a responsabilidade, mas só podemos concluir que foi cometido pelo grupo terrorista Abu Sayyaf, que causou muitas perdas em Jolo nas últimas semanas", disse Lorenzana.

O Presidente Duterte lançou uma ofensiva militar contra o Abu Sayyaf.

Na segunda-feira, cinco soldados foram mortos em confrontos com o grupo islâmico na ilha de Jolo, um importante reduto do Abu Sayyaf, a 900 quilómetros de Davao.

Lusa

  • Explosão nas Filipinas faz 12 mortos e dezenas de feridos

    Mundo

    Uma forte explosão nas Filipinas fez pelo menos 12 mortos e dezenas de feridos. O rebentamento aconteceu por volta das onze da noite, hora local, quatro da tarde em Lisboa, num mercado situado na praça central de Davao, a cidade natal do Presidente filipino, Rodrigo Duterte. Os feridos foram encaminhados para hospitais locais.

  • Pelo menos 10 mortos e 60 feridos em explosão nas Filipinas

    Mundo

    Pelo menos 10 pessoas morreram e 60 ficaram feridas numa explosão num mercado da cidade de Davao, no sudeste das Filipinas. Um porta-voz da Presidência, Ernesto Abella, disse ao canal CNN Filipinas, que as causas da explosão ainda são desconhecidas, ocorrida cerca das 23:00 locais (16:00 em Lisboa).

  • O resgate dos passageiros do naufrágio em Cascais
    1:48
  • É importante que "as pessoas não tenham medo" de denunciar o tráfico humano
    0:48

    País

    Manuel Albano, relator nacional para o tráfico de pessoas, concorda com a ideia de que é necessário continuar a investir na inspeção e na fiscalização para travar o tráfico de seres humanos, mas rejeita a denúncia do sindicato dos trabalhadores do SEF, que esta quinta-feira alertou para a "falta de controlo".

  • Trocar a economia pela dança
    7:21
  • Salas de consumo assistido previstas na lei há 17 anos
    3:01
  • O que faz um guaxinim às duas da manhã num quartel de bombeiros?

    Mundo

    Os animais são muitas vezes os protagonistas de histórias incríveis ou até insólitas. Desde o cão mais pequeno ao urso mais assustador. Desta vez, o principal interveniente é um guaxinim, que foi levado até um quartel de bombeiros por uma dona muito preocupada. Porquê? O animal estava sob o efeito de drogas.

    SIC

  • "Por vezes até as princesas da Disney ficam apavoradas"

    Mundo

    A atriz norte-americana Patti Murin foi esta semana elogiada nas redes sociais por se preocupar com a sua saúde mental e não ter problemas em falar sobre o assunto. A artista faltou a um espetáculo da Disney, onde ia atuar, devido a um ataque de ansiedade.

    SIC

  • Presidente do Uganda quer proibir sexo oral

    Mundo

    O Presidente do Uganda emitiu um aviso público durante um conferência de imprensa anunciando que vai banir a prática de sexo oral no país. Yoweri Museveni justifica o ato, explicando que "a boca serve para comer".

    SIC