sicnot

Perfil

Mundo

Última visita oficial de Obama à China para a cimeira do G20

© Jonathan Ernst / Reuters

O Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, chegou hoje a Hangzhou, este da China, para participar na cimeira do G20, naquela que deverá ser a sua última viagem aquele país enquanto chefe do Estado.

O avião de Obama aterrou às 14:25 locais (07:25 em Lisboa) no aeroporto internacional de Hangzhou (capital da província chinesa de Zhejiang, a 170 quilómetros de Xangai), onde irá decorrer a cimeira do G20 nos dias 04 e 05 de setembro.

Hoje, no dia que antecede o início da cimeira, da agenda do Presidente norte-americano consta um encontro com o seu homólogo chinês, Xi Jinping. Será o oitavo encontro entre os dois e o quarto encontro bilateral oficial desde que ambos se reuniram pela primeira vez na Califórnia, em 2013, quando os dois líderes decidiram começar uma nova etapa das relações entre a China e os Estados Unidos.

Depois da reunião de hoje com o presidente chinês, a Casa Branca confirmou que Obama irá reunir-se no domingo, antes do arranque da cimeira, com a primeira-ministra britânica, Theresa May, e com o primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan.

Obama vai encerrar a sua participação no G20 com uma conferência de imprensa na segunda-feira, último dia desta cimeira de dois dias, antes de rumar ao Laos, passando a ser no primeiro Presidente dos Estados Unidos que visita esse país asiático.

Lusa

  • Porque é que Melania e Ivanka vestiram preto para conhecer o Papa

    Mundo

    Melania e Ivanka chegaram ao Vaticano de preto, uma escolha muito questionada. De vestidos longos e véus, as mulheres Trump seguiram assim o dress code aconselhado nas audiências com o Papa. Também Michelle Obama usou uma vestimenta do género, em 2009, quando visitou Bento XVI.

  • Escola de Vagos castiga alunos por protesto contra a homofobia e preconceito

    País

    Os alunos da Escola Secundária de Vagos, no distrito de Aveiro, organizaram um protesto contra o que consideram homofobia e preconceito. Segunda-feira, depois de duas alunas se terem beijado foram chamadas à direção da escola, que as terá informado que não podiam beijar-se em público. O protesto foi gravado e partilhado nas redes sociais. Em declarações à SIC Notícias, um dos alunos disse que todos os envolvidos no protesto vão ser alvos de um processo disciplinar. O Bloco de Esquerda já pediu esclarecimentos ao Ministério da Educação.

    EXCLUSIVO

    Rita Pedras