sicnot

Perfil

Mundo

Ativistas da "revolução dos guarda-chuvas" entram no Parlamento de Hong Kong

© Tyrone Siu / Reuters

Um dos rostos da "revolução dos guarda-chuvas" de 2014 e outros jovens ativistas conquistaram um assento no Conselho Legislativo (LegCo, parlamento) de Hong Kong, após as eleições de domingo que contaram com uma participação recorde. Três candidatos pertencentes a novos movimentos locais e alguns com caráter independentista nascidos após os históricos protestos pró-democracia, há dois anos, tinham conseguido três lugares no hemiciclo, quando estavam contados 90% dos votos.

© Tyrone Siu / Reuters


Nathan Law, líder estudantil do movimento 'Occupy' em 2014, conquistou um dos três assentos sob o chapéu do partido Demosisto, criado com Joshua Wong, um dos rostos mais conhecidos da histórica manifestação pela democracia que paralisou a antiga colónia britânica durante quase três meses.

"Os residentes de Hong Kong queriam realmente uma mudança", disse Nathan Law, de 23 anos, ao celebrar a vitória.

© Bobby Yip / Reuters

Com uma participação recorde de 58% - a mais elevada desde 2004 - aproximadamente 2,2 milhões de eleitores depositaram o seu voto nas eleições para o LegCo, consideradas as mais importantes desde que Hong Kong voltou à soberania chinesa em 1997.

Eddie Chu Hoi-Dick, um candidato radical pró-independência que centrou a sua campanha sob o pressuposto da equidade do uso das terras nas zonas rurais de Hong Kong, foi um dos candidatos mais votados, após conseguir mais de 84.000 votos nas urnas.

"O resultado mostra que a sociedade de Hong Kong acredita que é precisa uma mudança do modelo dentro do movimento democrático", assinalou o político, de 38 anos.

Apesar de a contagem ainda não ter terminado, os deputados conservadores e pró-Pequim vão manter, sem surpresa, a sua maioria simples no LegCo.

O LegCo é composto por 70 lugares, mas apenas 35 resultam de candidaturas apresentadas individualmente por cidadãos e do voto direto de 3,77 milhões de eleitores, em cinco círculos eleitorais definidos por áreas geográficas.

© Bobby Yip / Reuters

Outros 30 lugares são reservados a círculos eleitorais definidos com base em setores profissionais e corporativos - que vão desde áreas como a agricultura e pescas, à saúde e direito - que estão divididos em 28 categorias.

Os cinco lugares restantes - conhecidos como 'super assentos' - constituem um híbrido dos dois sistemas.

Os candidatos são previamente escolhidos nas eleições distritais, tendo depois de obter o apoio de pelo menos 15 conselheiros distritais, antes de finalmente serem submetidos ao voto de quase todos os eleitores, à exceção dos que votam nos círculos profissionais e corporativos.

Lusa

  • Ambiente e direitos humanos dominam discurso de Costa na ONU
    2:03

    Mundo

    António Costa defendeu uma diplomacia pela paz. O primeiro-ministro português saiu em defesa da língua portuguesa e da presença do Brasil e da Índia no Conselho de Segurança das Nações Unidas. No discurso na Assembleia Geral da ONU, Costa salientou também o compromisso do país em relação ao multilateralismo e às questões ambientais.

  • "Atrás das Câmaras" em Fátima
    2:48
  • "Só tive tempo de avisar o meu sogro e o meu marido e disse: corram!"
    2:17
  • Furacão Maria volta a ganhar força

    Mundo

    Apesar de ter perdido intensidade, após a passagem por Porto Rico, onde deixou um rasto de destruição, Maria voltou a ganhar força, é agora um furacão de categoria 3. Está a afetar a zona norte de Punta Cana, na República Dominicana com ventos que atingem os 90 km/há e move-se para o noroeste.

  • Drone inglês evita execução do Daesh na Síria
    2:08

    Mundo

    A Força Aérea britânica divulgou esta terça-feira um vídeo que mostra um drone a parar uma execução pública que estaria prestes a acontecer às mãos do Daesh, na Síria. As imagens, apesar de cortadas pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, mostram várias pessoas na rua, uma explosão e, depois, a fuga.

  • Como fazer negócios no mercado dos leilões
    7:15
  • "Não toleramos ameaças de ninguém"
    2:13
  • Número de tartarugas marinhas está a aumentar

    Mundo

    O número de tartarugas marinhas está a crescer, levando investigadores a considerar que os esforços para salvar estes animais são uma "história de sucesso da conservação global", indica um estudo divulgado esta quarta-feira.

  • Tubarões vivem mais tempo do que se pensava

    Mundo

    Uma revisão de dados sobre avaliação da idade dos tubarões revela que muitas espécies têm maior longevidade do que se pensava, o que poderá obrigar a uma revisão dos planos de conservação das mais ameaçadas.

  • Como mudar um templo com 135 anos e 2 mil toneladas... de lugar

    Mundo

    Um templo budista do século XIX é um dos mais populares em Xangai, na China. Visitado diariamente por milhares de pessoas, precisava de ser relocalizado para evitar que uma tragédia acontecesse. E mesmo pesando cerca de duas mil toneladas, a missão acabou por se provar possível.