sicnot

Perfil

Mundo

Duplo atentado em Cabul faz pelos menos 24 mortos

© Reuters

Pelo menos 24 pessoas morreram esta segunda-feira num duplo atentado suicida em plena hora de ponta nas proximidades do Ministério da Defesa afegão, em Cabul.

Ascende a 91 o número de pessoas feridas registadas no ataque, o último de uma série levada a cabo pelos talibãs, que nos últimos dias têm reforçado a ofensiva contra o Governo pró-ocidental em Cabul.

"O ataque matou 24 pessoas e feriu 91, algumas com gravidade", declarou à agência France Presse o porta-voz do Ministério afegão da Saúde, Waheed Majroh.

Este balanço pode ainda aumentar, preveniu a mesma fonte.

Um porta-voz talibã, Zabihullah Mujahid, anunciou através da rede social Twitter que o Ministério da Defesa foi o primeiro alvo do atentado e a polícia o segundo.

Os dois talibãs suicidas, que se deslocaram a pé, acionaram os respetivos cintos de explosivos com poucos minutos de intervalo, com o objetivo de fazer o maior número possível de vítimas entre os funcionários que deixavam na altura o ministério para regressar a casa.

"A primeira explosão aconteceu numa ponte junto ao Ministério da Defesa. Quando soldados, polícias e civis acorreram ao local, uma segunda explosão foi produzida", indicou à AFP o porta-voz do Ministério da Defesa, Mohamad Radmanish.

O Presidente afegão, Ashraf Ghani, condenou o atentado, considerando que "os inimigos do Afeganistão estão em vias de perder no terreno a batalha contra as forças de segurança".

"É por isso que atacam autoestradas, cidades, mosteiros, escolas e pessoas comuns", acrescentou o chefe de Estado afegão através de um comunicado.

No passado dia 25 de agosto, um assalto que durou mais de dez horas contra a Universidade Americana do Afeganistão em Cabul fez 16 mortos, sendo que dois professores estrangeiros desta universidade, um norte-americano e um australiano, já haviam sido raptados junto das instalações universitárias algumas semanas antes.

Nenhum grupo reivindicou estes raptos e ignora-se até agora onde se encontram os dois professores.

Lusa

  • "O que mais tem havido nesta altura são respostas precipitadas"
    7:21

    Opinião

    Foi um "debate contigo" o de hoje, no Parlamento, sobretudo no frente-a-frente entre António Costa e Passos Coelho, na opinião de Bernardo Ferrão. O subdiretor de informação da SIC sublinha uma declaração "mortal" do primeiro-ministro, quando este disse que "ninguém quer respostas precipitadas". Por outro lado, a comissão técnica independente pedida pelo PSD pode virar-se contra o próprio partido.

    Bernardo Ferrão

  • NotPetya: Lourenço Medeiros explica o novo ciberataque global
    2:44

    Mundo

    A Ucrânia está a ser seriamente afetada por um novo ataque informático. Algumas empresas de grande dimensão estão a ser prejudicadas, agravando a dimensão global do ataque, o qual não parece ser dirigido a ninguém em concreto. Ontem, nas primeiras horas do ataque, não parava de crescer o número de vítimas.

  • Caricaturas de Trump invadem capital do Irão

    Mundo

    O Irão está a organizar um concurso internacional de caricaturas do Presidente norte-americano Donald Trump. Pelas ruas de Teerão já vão surgindo algumas imagens alusivas ao festival que vai realizar-se no próximo mês de julho.

  • Companhia aérea obriga deficiente físico a entrar no avião sem ajuda

    Mundo

    Um homem com uma deficiência física que o obriga a andar numa cadeira de rodas foi obrigado a subir sozinho as escadas de um avião da companhia aérea Vanilla Air. Hideto Kijima deparou-se com a situação quando estava a embarcar da ilha de Amami para Osaka, no Japão, com vários amigos que foram proibidos de o ajudar.