sicnot

Perfil

Mundo

EUA condenam lançamento de mísseis pela Coreia do Norte

Os Estados Unidos condenaram hoje o lançamento de três mísseis balísticos pela Coreia do Norte, considerando-o uma ameaça para os seus aliados e para os voos comerciais, e defenderam uma ação diplomática contra Pyongyang.

"Os lançamentos irresponsáveis da Coreia do Norte são uma ameaça para a aviação civil e para o comércio marítimo na região", disse uma fonte oficial da administração norte-americana.

O responsável, que falava à margem da cimeira do G20 na China, disse que Washington irá "apoiar uma ação internacional para responsabilizar a Coreia Norte pelas suas ações provocadoras".

A Coreia do Norte disparou hoje três mísseis balísticos a partir da sua costa leste, cerca de duas semanas depois de testar um míssil balístico a partir de um submarino, noticiou a agência sul-coreana Yonhap.

Os mísseis foram disparados para o Mar do Japão, a partir da região de Hwangju, pelas 04:00 (hora de Lisboa), segundo a Yonhap, que cita os chefes de Estado-maior sul-coreanos.

Ainda não se sabe de que tipo são os mísseis disparados, com um porta-voz do Ministério da Defesa de Seul a informar que o exército sul-coreano está agora a analisar o ensaio.

A Coreia do Norte realizou uma série de testes de mísseis este ano, o mais recente a 24 de agosto, quando foi lançado um míssil balístico a partir de um submarino que se deslocou 500 quilómetros na direção do Japão.

Esse lançamento, amplamente condenado, marcou o que analistas de armamento descreveram como um claro passo em frente nas ambições nucleares da Coreia do Norte.

O lançamento de hoje surge horas depois de a Presidente sul-coreana, Park Geun-Hye, e o Presidente chinês, Xi Jinping, se reunirem, à margem da cimeira do G20 em Hangzhou.

A China é o único grande aliado de Pyongyang, mas os laços entre os dois países têm vindo a enfraquecer devido aos testes nucleares da Coreia do Norte, que causaram tensão na península.

Lusa

  • Leão de Ouro de Souto de Moura faz "muito bem à alma" dos portugueses
    1:53
  • "Sonho com um futuro melhor", o desejo de um jovem sírio em Portugal
    2:12

    País

    Mais de 50 jovens sírios chegaram esta madrugada a Lisboa, para iniciarem o novo ano letivo, em Portugal. Sonham com um futuro melhor. Sonham com uma educação melhor. Os 54 estudantes vieram ao abrigo do programa lançado pelo antigo Presidente da República, Jorge Sampaio, que nos últimos anos já deu uma nova oportunidade a cerca de 200 alunos. Depois de um curso intensivo de português durante três meses, os jovens vão iniciar o ano letivo em vários pontos do país.

  • Chamas do incêndio no Europa Park na Alemanha atingiram os 15 metros de altura
    0:57