sicnot

Perfil

Mundo

Ex-Presidente francês pode ser julgado por fraude financeira na campanha em 2012

reuters

O ex-Presidente francês François Sarkozy, que anunciou já estar na corrida às presidenciais de 2017, poderá ser julgado em tribunal por um alegado financiamento ilegal da campanha eleitoral em 2012, indicou hoje fonte ligada à investigação.

Segundo a fonte, citada pela agência France Presse, a acusação está a pedir que todos os que estão a ser acusados sejam julgados em tribunal.

A decisão está agora nas mãos da Justiça, que terá de decidir se seguirá as recomendações do Ministério Público.

Sarkozy enfrenta acusações de alegada fraude contabilística, o que permitiu exceder largamente os limites dos gastos da campanha em 2012, em que saiu derrotado.

O caso envolve sobretudo a atividade da empresa de relações públicas francesa Bygmalion, que organizou várias iniciativas da campanha de Sarkozy e é acusada de ter utilizado um complexo sistema de contabilidade falsa.

Segundo a acusação, a Bygmalion cobrou cerca de 18,5 milhões de euros ao partido de Sarkozy - na altura a União por um Movimento Popular (UMP), mas entretanto rebatizado como Republicanos -, em vez de apresentar a fatura à direção da campanha.

Como consequência, refere a acusação, na campanha, a candidatura de Sarkozy excedeu largamente o limite das despesas permitidas, fixadas em 22,5 milhões de euros.

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Irão lança míssil de médio alcance
    1:13

    Mundo

    Três dias depois do discurso hostil de Donald Trump nas Nações Unidas, o Irão testou um novo míssil de médio alcance que atingiu uma altura de dois mil quilómetros. Teerão diz que o teste não viola o acordo nuclear.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Guterres apela à Coreia do Norte para cumprir resoluções

    Mundo

    O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, apelou este sábado ao ministro do Exterior da Coreia do Norte, Ri Yong Ho, para o cumprimento das resoluções que o Conselho de Segurança impôs ao país em resposta à sua escalada armada.

  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.