sicnot

Perfil

Mundo

Já há burquíni para homens

jounna.com

Um franco-marroquino diz ter inventado um "traje de banho islâmico para homens", uma espécie de burquíni masculino que cobre a parte do corpo que vai do umbigo aos joelhos, como o próprio descreve no portal da internet telquel.ma.

Lhocine Elboukhte, um berbere de Tiznit, no sul de Marrocos, a viver na região parisiense, diz que a ideia lhe surgiu no início desta década, por não conseguir encontrar calções de banho adequados à tradição islâmica com que pudesse ir à praia.

Primeiro começou por desenhar ele mesmo uma espécie de calças curtas alargadas em cima e em baixo e encarregou um costureiro de Agadir para fazer o modelo, que teve êxito imediato entre os seus amigos, tanto que teve a ideia de criar uma marca e uma empresa (www.jounna.com) com que começou a comercializar os seus novos modelos de calções de banho em 2013.

Os assessórios de banho são em algodão, ajustados abaixo dos joelhos com um elástico e em cima do umbigo com um cordão.

Elboukhte criou um blogue para explicar a filosofia da sua empresa e diz que já vendeu 400 modelos dos seus calções em Marrocos, França, Bélgica e Reino Unido.

O portal na internet acrescenta que a iniciativa de Elboukhte tem já concorrentes em França, como a empresa Awraswim, que comercializa o seu próprio modelo de calções islâmicos masculinos, no caso, um calção de licra, ajustado ao corpo desde o umbigo aos joelhos, e, em cima, um segundo calção de algodão mais folgado.

  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal Expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra Portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.