sicnot

Perfil

Mundo

Mais de 40 mortos em explosões em cidades sírias

Reuters

Várias explosões sacudiram hoje zonas controladas pelo Governo sírio e pelos curdos em diversas cidades sírias, fazendo pelo menos 43 mortos e vários feridos, informaram meios de comunicação oficiais e ativistas.

O maior número de vítimas registou-se em Tartús, um dos feudos do regime na costa do Mediterrâneo, onde 11 pessoas perderam a vida e outras 45 ficaram feridas, informou a televisão síria.

Em declarações à agência Efe, o diretor do Observatório Sírio dos Direitos Humanos, Rami Abderrahman, elevou para 14 mortos e 50 feridos o número de vítimas naquela localidade.

A mesma fonte indicou que houve explosões consecutivas na entrada sul de Tartús.

A televisão síria precisou que as explosões ocorreram na ponte de Arzuna e que foram provocadas por uma viatura armadilhada e por um suicida com um cinto de explosivos.

Num outro incidente, pelo menos cinco pessoas morreram num atentado cometido com uma motocicleta armadilhada na rotunda de Marshu, na povoação de Al Hasaka, no nordeste sírio, acrescentou Abderrahman.

Entre os mortos estão três membros das "Asayish", forças de segurança curdas.

Abderrahman explicou que este ataque ocorreu numa zona controlada pelos curdos em Al Hasaka, já que esta cidade está dividida em bairros dominados pelo regime e outros pelas autoridades curdas.

Homs foi outra localidade síria atingida hoje por um atentado, no qual duas pessoas morreram e outras sete ficaram feridas no bairro de Bab Tadmur, sob controlo do Governo, informou a agência de notícias estatal Sana, que citou o diretor de Saúde da província, Hasan Yundi.

O Observatório confirmou a explosão de uma viatura armadilhada num posto de controlo governamental no distrito de Al Zahrá, em Homs, dominado pelas autoridades.

A ONG acrescentou que os dois mortos são efetivos governamentais e que há civis entre os feridos.

Nos arredores de Damasco, pelo menos três pessoas morreram numa explosão de origem desconhecida na zona de Al Sabura, controlada pelo Governo e a oeste da capital.

  • As primeiras reações à morte de Chester Bennington

    Cultura

    Chester Bennington, vocalista da banda de metal alternativo Linkin Park, morreu esta quinta-feira em casa em Palos Verdes Estates, no estado da Califórnia, nos EUA. Várias celebridades já reagiram à morte do músico de 41 anos. Segundo o TMZ, o cantor da banda norte-americana suicidou-se.

  • O perfil do novo herói do surf português
    3:43
  • O que resta do navio de salvamento mais famoso de Portugal?
    15:26
  • O. J. Simpson vai sair em liberdade condicional

    Mundo

    A antiga estrela de futebol americano O. J. Simpson vai sair em liberdade condicional, depois de ter cumprido nove anos de prisão num estabelecimento prisional do estado do Nevada, nos Estados Unidos.

  • Filho do leão Cecil também foi abatido por um caçador

    Mundo

    Xanda pode ter tido o mesmo fim que o seu pai, o leão Cecil, que em 2015 foi abatido por um caçador, no Zimbabué. Na altura, a morte de Cecil tomou proporções inéditas, chegando uma imagem do leão a ser projetada na fachada do Empire State Building. Agora, Xanda terá sido abatido a tiro por um caçador de troféus.