sicnot

Perfil

Mundo

Marinha italiana resgata seis corpos e salva cerca de 500 migrantes

A Marinha de Guerra italiana anunciou esta segunda-feira ter recuperado os corpos de seis migrantes durante operações de patrulha no Mar Mediterrâneo, que permitiram também salvar cerca de 500 pessoas.

"Os nossos barcos recuperaram com vida cerca de 500 pessoas durante os seis dias de operações de socorro", lê-se num comunicado da Marinha de Guerra italiana, que lamentou, por outro lado, a morte de seis migrantes e assegurou que o patrulhamento nas águas do Mediterrâneo vai continuar para tentar encontrar mais sobreviventes.

A Itália mantém no Mediterrâneo um grande número de navios numa operação que se estende até à costa da Líbia.

Desde fins de agosto que a costa italiana está a ser atingida por uma nova vaga de migrantes, tendo a Marinha de Guerra socorrido cerca de 14.000 pessoas no espaço de cinco dias.

Segundo as estatísticas do Alto-Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR), de janeiro a 1 de setembro deste ano chegaram a Itália 117.590 migrantes, números praticamente idênticos ao mesmo período de 2015.

Lusa

  • Atacantes usaram "tática defendida pelos extremistas do Daesh"
    1:43

    Ataque em Barcelona

    O ex-presidente do Observatório de Segurança, Criminalidade Organizada e Terrorismo esteve em direto, para a SIC Notícias, onde falou sobre o ataque desta quinta-feira nas Ramblas, em Barcelona. José Manuel Anes falou na tática defendida na revista dos extremistas do Daesh e que foi usada neste ataque: a utilização de viaturas "de preferência as mais pesadas para matar o maior número de pessoas".