sicnot

Perfil

Mundo

Filipinas dizem "não ter qualquer problema com os Estados Unidos"

O Governo das Filipinas disse hoje "não ter qualquer problema com os Estados Unidos", depois de o Presidente Rodrigo Duterte ter insultado Barack Obama, o que levou o chefe de Estado norte-americano a cancelar um encontro entre os dois.

Duterte insultou Obama na noite de segunda-feira depois de o Presidente dos Estados Unidos ter criticado a sua 'guerra' contra as drogas que já causou a morte de 2.500 pessoas, antes de viajar para o Laos onde os dois líderes participam na cimeira da Associação de Nações do Sudeste Asiático (ASEAN).

Após o incidente, Obama cancelou uma reunião bilateral que os dois tinham agendado.

Num entrevista à emissora filipina Duterte, o secretário executivo da Presidência das Filipinas, Salvador Medialdea, tentou desvalorizar a situação.

"O Presidente Duterte simplesmente queria dizer que temos o nosso próprio território, por isso deixem-nos lidar com os nossos problemas à nossa maneira", disse.

"Esperamos que discussões deste tipo possam ser evitadas, já que realmente não temos qualquer problema com os Estados Unidos", afirmou.

Minutos antes de partir para o Laos, Duterte rejeitou qualquer intromissão de outros países na sua campanha antidroga, que considera um assunto interno.

"Deve ser respeitoso, não me faça perguntas. Filho da p..., vou insultá-lo nesse fórum", afirmou sobre Obama.

"Já não somos uma colónia dos Estados Unidos. Quem é este homem? O meu único dono é o povo filipino", acrescentou.

Lusa

  • Marcelo lembra como foi tratada a tragédia de 1967 durante a ditadura
    2:25
  • Costa alerta para "condições particularmente adversas"
    1:47

    País

    O primeiro-ministro alertou para a possibilidade de novos incêndios de grandes dimensões, muito por causa da situação de seca que grande parte do território atravessa. António Costa pediu aos portugueses um "particular cuidado com todos os comportamentos de risco".

  • Ministra admite falhas no SIRESP no presente e no passado
    2:35

    País

    A ministra da Administração Interna admitiu, esta quinta-feira, que o SIRESP falha no presente tal como já falhou no passado, quando a tutela pertencia ao Governo PSD. Os sociais-democratas quiserem ouvir Constança Urbano de Sousa na comissão parlamentar mas desta vez a ministra defendeu-se com um ataque. 

  • Temperaturas vão baixar nos próximos dias
    1:05
  • Quase três mil toneladas de plástico ameçam tartarugas no Mediterrâneo
    2:35