sicnot

Perfil

Mundo

Operação Lava Jato prorrogada por mais um ano

O Conselho Superior do Ministério Público Federal (CSMPF) decidiu esta terça-feira prorrogar por mais um ano a Operação Lava Jato, que investiga o maior esquema de corrupção da história do Brasil.

Em comunicado, a Procuradoria-Geral da República indicou que "as forças-tarefas que atuam na Operação Lava Jato em Curitiba e no Rio de Janeiro" terão "duração de mais um ano, prazo contado a partir do dia 08 deste mês".

Iniciada em março de 2014, a Operação Lava Jato, que já deflagrou 33 etapas, levando a prisões de políticos e importantes empresários, conta com onze procuradores e três colaboradores em Curitiba.

A equipa do Rio de Janeiro, que reúne três procuradores, começou a trabalhar em junho deste ano, para tratar de desdobramentos da Lava Jato naquele estado brasileiro, que envolvem a estatal Electronuclear e desvios na obra da central nuclear Angra 3.

A Lava Jato investiga várias empresas, com destaque para a petrolífera brasileira Petrobras, alvo de fraudes.

Entre as empresas já implicadas no caso estão também grandes empreiteiras, como a Camargo Corrêa, OAS, Queiroz Galvão e Odebrecht.

Entre os investigados contam-se dezenas de políticos, incluindo o ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, empresários, executivos, operadores financeiros e doleiros.

A primeira fase internacional da Lava Jato decorreu em Portugal em março, quando Raul Schmidt, sócio de um antigo diretor da Petrobras, foi detido em Lisboa.

Lusa

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Mais de 50 detidos pela GNR em 12 horas

    País

    A GNR fez 51 detenções entre as 20:00 de sábado e as 08:00 de hoje, 39 das quais por condução sob efeito do álcool ou sem carta, e três por violência doméstica, segundo um comunicado hoje divulgado.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".

  • Monumentos de 7 mil cidades às escuras por 1 hora
    2:51