sicnot

Perfil

Mundo

Bebés nascidos por cesariana têm maior probabilidade de ser obesos

Os bebés nascidos por cesariana têm mais probabilidade de ser obesos enquanto crianças e também na vida adulta. A conclusão é de um estudo da Universidade de Harvard, nos EUA, que teve início em 1996 e que acompanhou a evolução de 22 mil bebés. A investigação analisou diversos fatores que podem influenciar a saúde e o peso dos agora jovens adultos.

A investigações que o facto de terem nascido por cesariana contribui para uma maior incidência da obesidade desde crianças, durante a adolescência e no início da vida adulta.

"Os partos por cesariana são sem dúvida necessários e em muitos casos fundamentais para salvar vidas", refere o nutricionista de epidemiologista Jorge Chavarro, da Universidade de Harvard, ao Science Alert.

"Mas as cesarianas também implica vários riscos para a mãe e para o recém-nascido. A nossa pesquisa mostra que o risco de obesidade é outro fator a ter em consideração", sublinha o especialista.

Os dados deste estudo mostram que os participantes que nasceram por cesariana (22% do grupo) têm 15% mais probabilidade de ser obesos em comparação com os que nasceram por parto vaginal (os restantes 78%).

Outro dado relevante desta investigação é que o risco de obesidade aumenta no caso de mães que foram submetidas a cesariana sem ter registo de um motivo de saúde que justificasse a realização desse tipo de parto. Nestes casos, verificou-se que os bebés vieram a ter mais 30% de probabilidade de sofrer de obesidade do que os nascidos por parto vaginal.

  • Vaca algarvia em risco de extinção
    3:42

    País

    É uma corrida contra o tempo e o risco iminente de extinção. Numa altura em que são conhecidos apenas cinco exemplares da raça bovina algarvia, a inseminação artificial parece ser a única forma de evitar o desaparecimento completo de uma raça que foi desaparecendo com as mudanças na agricultura.