sicnot

Perfil

Mundo

Bebés nascidos por cesariana têm maior probabilidade de ser obesos

Os bebés nascidos por cesariana têm mais probabilidade de ser obesos enquanto crianças e também na vida adulta. A conclusão é de um estudo da Universidade de Harvard, nos EUA, que teve início em 1996 e que acompanhou a evolução de 22 mil bebés. A investigação analisou diversos fatores que podem influenciar a saúde e o peso dos agora jovens adultos.

A investigações que o facto de terem nascido por cesariana contribui para uma maior incidência da obesidade desde crianças, durante a adolescência e no início da vida adulta.

"Os partos por cesariana são sem dúvida necessários e em muitos casos fundamentais para salvar vidas", refere o nutricionista de epidemiologista Jorge Chavarro, da Universidade de Harvard, ao Science Alert.

"Mas as cesarianas também implica vários riscos para a mãe e para o recém-nascido. A nossa pesquisa mostra que o risco de obesidade é outro fator a ter em consideração", sublinha o especialista.

Os dados deste estudo mostram que os participantes que nasceram por cesariana (22% do grupo) têm 15% mais probabilidade de ser obesos em comparação com os que nasceram por parto vaginal (os restantes 78%).

Outro dado relevante desta investigação é que o risco de obesidade aumenta no caso de mães que foram submetidas a cesariana sem ter registo de um motivo de saúde que justificasse a realização desse tipo de parto. Nestes casos, verificou-se que os bebés vieram a ter mais 30% de probabilidade de sofrer de obesidade do que os nascidos por parto vaginal.

  • Obras no Miradouro de São de Pedro de Alcântara não foram a concurso
    2:50

    País

    As obras no Miradouro de São Pedro de Alcântara, em Lisboa, arrancaram esta segunda-feira. A intervenção foi adjudicada à construtora Teixeira Duarte sem concurso público. A autarquia justifica esta decisão com o caráter urgente da obra, argumento que não consta do relatório do Laboratório Nacional de Engenheria Civil, a que a SIC teve acesso.

  • Rajadas de vento em Moscovo atingem os 110 km/hora
    0:57

    Mundo

    A passagem de uma tempestade por Moscovo fez pelo menos 11 mortos e mais de 50 feridos. Os ventos fortes, que chegaram aos 110 km/hora, destruíram carros e telhados e provocaram atrasos nos transportes. Na região de Stavropol, mais de 60 mil pessoas foram retiradas de casa por perigo de cheias.