sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos 38 mortos e 92.000 sem abrigo devido a inundações no Níger

Pelo menos 38 pessoas morreram e mais de 92.000 ficaram sem abrigo, desde junho, no Níger devido a inundações provocadas pelas fortes chuvas, particularmente nas zonas situadas no deserto, segundo as Nações Unidas.

"A 27 de agosto, havia 92.000 sem abrigo, 38 mortos e 27 feridos", precisou o boletim do Gabinete de Coordenação dos Assuntos Humanitários da ONU em Niamey, capital do Níger.

As chuvas provocaram também a morte a 26.000 cabeças de gado e destruíram 900 hectares de campos e destruiu mais de 9.000 casas, segundo a ONU.

"Cerca de 75% das pessoas afetadas pelas cheias estão localizadas nas regiões de Maradi (centro-sul), Tahoua (oeste) e Agadez (norte)", referiu a ONU.

O Níger é um dos países mais pobres do mundo e recebeu 300.000 refugiados e pessoas deslocados, que fogem do grupo extremista Boko Haram.

Lusa

  • Atacantes usaram "tática defendida pelos extremistas do Daesh"
    1:43

    Ataque em Barcelona

    O ex-presidente do Observatório de Segurança, Criminalidade Organizada e Terrorismo esteve em direto, para a SIC Notícias, onde falou sobre o ataque desta quinta-feira nas Ramblas, em Barcelona. José Manuel Anes falou na tática defendida na revista dos extremistas do Daesh e que foi usada neste ataque: a utilização de viaturas "de preferência as mais pesadas para matar o maior número de pessoas".