sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos 38 mortos e 92.000 sem abrigo devido a inundações no Níger

Pelo menos 38 pessoas morreram e mais de 92.000 ficaram sem abrigo, desde junho, no Níger devido a inundações provocadas pelas fortes chuvas, particularmente nas zonas situadas no deserto, segundo as Nações Unidas.

"A 27 de agosto, havia 92.000 sem abrigo, 38 mortos e 27 feridos", precisou o boletim do Gabinete de Coordenação dos Assuntos Humanitários da ONU em Niamey, capital do Níger.

As chuvas provocaram também a morte a 26.000 cabeças de gado e destruíram 900 hectares de campos e destruiu mais de 9.000 casas, segundo a ONU.

"Cerca de 75% das pessoas afetadas pelas cheias estão localizadas nas regiões de Maradi (centro-sul), Tahoua (oeste) e Agadez (norte)", referiu a ONU.

O Níger é um dos países mais pobres do mundo e recebeu 300.000 refugiados e pessoas deslocados, que fogem do grupo extremista Boko Haram.

Lusa

  • Luís Pina indiciado por quatro crimes de tentativa de homicídio
    2:24
  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.