sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos 38 mortos e 92.000 sem abrigo devido a inundações no Níger

Pelo menos 38 pessoas morreram e mais de 92.000 ficaram sem abrigo, desde junho, no Níger devido a inundações provocadas pelas fortes chuvas, particularmente nas zonas situadas no deserto, segundo as Nações Unidas.

"A 27 de agosto, havia 92.000 sem abrigo, 38 mortos e 27 feridos", precisou o boletim do Gabinete de Coordenação dos Assuntos Humanitários da ONU em Niamey, capital do Níger.

As chuvas provocaram também a morte a 26.000 cabeças de gado e destruíram 900 hectares de campos e destruiu mais de 9.000 casas, segundo a ONU.

"Cerca de 75% das pessoas afetadas pelas cheias estão localizadas nas regiões de Maradi (centro-sul), Tahoua (oeste) e Agadez (norte)", referiu a ONU.

O Níger é um dos países mais pobres do mundo e recebeu 300.000 refugiados e pessoas deslocados, que fogem do grupo extremista Boko Haram.

Lusa

  • TAP recruta mais assistentes de bordo
    2:40

    Economia

    A TAP assegura que, ainda durante o mês de outubro, os problemas com falta de tripulação vão terminar. Até ao final do ano, vão ser contratados novos assistentes de bordo. Ainda assim, o sindicato diz que não chega.

  • "Facilitámos muito no lance do 5-1 e não pode ser"
    1:09

    Desporto

    No final do jogo, o treinador do Desportivo de Chaves, Luís Castro, admitiu o domínio completo do Sporting durante todo o encontro. Já Jorge Jesus deixou elogios a Daniel Podence, que foi aposta para este jogo. O treinador do Sporting ficou satisfeito com a exibição mas não gostou de sofrer o golo de honra da equipa flaviense.