sicnot

Perfil

Mundo

CIA diz que destruição, sectarismo e matança impedem recomposição de Iraque e Síria

O Iraque e a Síria estão de tal maneira destruídos pela guerra, pelo conflito sectário e pela matança que é incerto "que possam ser reunidos outra vez", afirmou o diretor da CIA, John Brennan.

Durante uma entrevista concedida esta semana ao CTC Sentinel, uma publicação do Centro de Combate ao Terrorismo da academia militar West Point, o dirigente da Agência Central de Informações (CIA, na sigla em Inglês) afirmou que o sistema de direção política nos dois países pode mudar totalmente.

"Não sei se quer o Iraque quer a Síria podem ser reunidos outra vez. Tem havido tanta sangria, tanta destruição, tantas tensões e divisões continuadas, intensas e sectárias", justificou.

"Questiono se iremos ver, durante a minha vida, a criação de um governo central em ambos os países que tenha a capacidade de governar razoavelmente", avançou.

Brennan acrescentou que prevê a ocorrência de algum tipo de estrutura federal a governar regiões autónomas.

Por exemplo, no norte do Iraque e em partes da Síria, as populações curdas já estabeleceram Estados de facto.

Brennan descreveu ainda como o grupo que se designa por Estado Islâmico está a colaborar agora no Iémen com os seus rivais da Al-Qaida para combater inimigos comuns, como os rebeldes Houthi e as forças do governo apoiadas pela coligação árabe.

"Quando mais nos afastarmos do seu [daquele grupo] coração na Síria e no Iraque, mais provável é ver-se a colaboração entre elementos da Al-Qaida, daquele grupo e outros", disse.

"Estamos a vê-lo no Iémen. (...) Há indicações que de facto estão a trabalhar em conjunto", reforçou.

Lusa

  • "Putin é uma ameaça maior do que o Daesh"
    0:24

    Mundo

    O senador norte-americano John Mccain atacou Vladimir Putin dizendo que é uma ameaça maior do que o Daesh. O antigo candidato à Casa Branca acusa a Rússia de querer destruir a democracia ao tentar manipular o resultado das presidenciais dos Estados Unidos.

  • "Não podemos fazer de Lisboa uma cidade para turistas"
    2:44

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no Jornal da Noite da SIC, o mandato de Fernando Medina na Câmara de Lisboa. O comentador da SIC defendeu que o autarca tem "muitos problemas por resolver" e que a Câmara tem investido "mais na recuperação de zonas em que os lisboetas praticamente não conseguem ir". Sousa Tavares disse ainda que Lisboa não pode ser uma cidade para turistas.

    Miguel Sousa Tavares

  • "É muito importante ceder à tentação de se abolir a liberdade"
    1:06
  • Menos casos de sida em Portugal
    1:44