sicnot

Perfil

Mundo

Chefes da diplomacia dos EUA e Rússia debatem sexta-feira conflito na Síria

O secretário de Estado norte-americano, John Kerry, reúne-se na sexta-feira, em Genebra, com o seu homólogo russo, Serguei Lavrov, para falarem sobre a redução da violência na Síria, aumento da ajuda humanitária e uma solução política para o conflito.

Segundo o porta-voz do Departamento de Estado, John Kirby, John Kerry visitará Genebra hoje e sexta-feira, quando vai retomar o diálogo com a Rússia sobre a Síria.

"O encontro vai centrar-se na redução da violência, no aumento da ajuda humanitária ao povo sírio e a uma solução política necessária para acabar com a guerra civil", detalhou, em comunicado, John Kirby.

O porta-voz adjunto do Departamento de Estado, Mark Toner, tinha afirmado hoje que uma reunião de alto nível com a Rússia não seria "útil", depois de as autoridades russas confirmarem um encontro entre os dois chefes da diplomacia.

Os Estados Unidos e a Rússia têm mantido um intenso diálogo, incluído no fim de semana passado na China, durante a cimeira do G20, para conseguir um acordo de cessar-fogo para a Síria.

Os Estados Unidos defendem um cessar-fogo em todo o território da Síria, o que incluiria as tropas governamentais, mas a Rússia tem mostrado alguma resistência e tem pedido a Washington para se concentrar em acabar com o grupo extremista Estado Islâmico.

Hoje, o enviado especial da ONU para a Síria, Staffan de Mistura, e o chefe da diplomacia russa, Serguei Lavrov, reuniram-se durante cerca de meia hora em Genebra para tratar do conflito.

Lusa

  • Presidente da Proteção Civil demitiu-se

    País

    O Presidente da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC), Joaquim Leitão, pediu esta quarta-feira a demissão com efeitos imediatos. A carta de demissão foi enviada para o Ministério da Administração Interna, no entanto, uma vez que a ministra também se demitiu, o documento seguiu para o gabinete do primeiro-ministro, António Costa.

  • "Foi um golpe muito forte"
    1:41
  • Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão

  • SIC acompanhou Francisco George no último dia como diretor-geral da Saúde
    6:20