sicnot

Perfil

Mundo

Homem assalta banco para ser preso e ficar longe da mulher

Wyandotte County Detention Center

Um homem assaltou um banco em Kansas City, nos Estados Unidos da América. Quando interrogado pelas autoridades, o homem disse que o fez porque preferia ir para a prisão, em vez de viver com a mulher.

Lawrence John Ripple vai ser julgado esta sexta-feira pelo assalto que fez a um banco.

De acordo com as autoridades, quando chegou edificio, o homem de 70 anos entregou um papel ao funcionário, no qual dizia: "Tenho uma arma, dá-me dinheiro". O funcionário acedeu ao pedido. Contudo, em vez de fugir, o assaltante guardou o dinheiro e sentou-se numa das cadeiras do banco à espera que alguém chegasse.

Quando o segurança se aproximou de Ripple, o homem confessou: "Sou o homem que procuras". O segurança retirou o dinheiro ao assaltante e esperou que as autoridades, que entretanto tinham sido chamadas, chegassem.

Mais tarde, o homem explicou às autoridades que tinha tido uma discussão com a mulher e "não queria mais ficar naquela situação". Segundo o Departamento da polícia local, Ripple escreveu o bilhete, em que exigia dinheiro, à frente da mulher e disse-lhe que preferia estar na prisão a viver com ela.

  • Rui Santos revela novos e-mails que envolvem o Benfica
    1:52

    Desporto

    No programa da SIC Notícias Tempo Extra, Rui Santos revelou esta terça-feira que um blogue associado ao Benfica partilhou informação privilegiada da APAF (Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol) com várias figuras do clube da Luz.

  • O último adeus às vítimas da tragédia de Vila Nova da Rainha
    1:37

    País

    As cerimónias fúnebres das oito vítimas mortais do incêndio na Associação de Vila Nova da Rainha realizaram-se esta terça-feira. Três delas ocorreram em simultâneo na povoação do concelho de Tondela que, no passado sábado, viu a tragédia bater-lhe à porta.

  • Fóssil humano mais antigo encontrado em Portugal entregue ao Museu de Arqueologia
    3:42

    País

    O mais antigo fóssil humano até hoje encontrado em Portugal, o "Crânio da Aroeira", foi entregue no Museu Nacional de Arqueologia, em Lisboa. Em 2014, o fóssil foi encontrado pela equipa do arqueólogo João Zilhão perto de Torres Novas e foi restaurado e estudado na Universidade Complutense de Madrid, durante dois anos e meio.

  • De "lambe rabos" a "labrego", a polémica entre Rodolfo Reis e Bruno de Carvalho
    1:30
  • O Futuro Hoje na maior feira eletrónica de consumo do mundo
    5:14