sicnot

Perfil

Mundo

Facebook censura post de PM norueguesa com foto de rapariga vietnamita nua

O Facebook eliminou esta sexta-feira um post da primeira-ministra norueguesa com a célebre imagem de uma jovem vietnamita nua, queimada por napalm, o que pode ter constituído o primeiro caso de censura da rede social a um chefe de Governo.

Nick Ut

Nick Ut

O episódio desta sexta-feira, revelado pela própria primeira-ministra, Erna Solberg, é o culminar de uma polémica que dura há vários dias, quando o Facebook decidiu bloquear temporariamente a conta do escritor norueguês Tom Egeland por difundir a mesma imagem.

Na foto, que valeu ao repórter Nick Ut um Pulitzer, aparece uma jovem vietnamita de nove anos a correr nua enquanto foge de um bombardeamento de napalm da aviação norte-americana em 1972, durante a guerra naquele país do sudeste asiático. O Facebook considera que a célebre imagem contraria as suas regras sobre divulgação de conteúdos (fotos ou vídeos) com nudez.

Várias outras pessoas e meios de comunicação social seguiram depois o exemplo do escritor Tom Egeland - incluindo o principal jornal norueguês, o Aftenposten - divulgando a imagem, mas o Facebook advertiu-os para que retirassem a imagem.

Esta sexta-feira foi a vez da primeira-ministra norueguesa - muita ativa nas redes sociais.

"O Facebook comete um erro ao censurar fotos assim. Estamos a falar de uma imagem que contribuiu para a história universal, a imagem de uma criança aterrorizada que foge da guerra", escreveu esta sexta-feira Erna Solberg, num comentário ilustrado com a foto de Nick Ut.

Solberg elogiou a forma como o Facebook e outros meios lutam contra as imagens e conteúdos violentos, sobretudo relacionadas com crianças, mas criticou a "censura" de fotos como a de Nick Ut, sublinhando que esse comportamento contribui para "limitar a liberdade de expressão".

Horas depois este comentário foi eliminado do Facebook, denunciou a própria Solberg, que voltou a publicar a mesma imagem.

"Enquanto estava sentada no voo de Oslo para Trondheim, o Facebook apagou um comentário na minha página. O que está a fazer ao eliminar fotos deste tipo, independentemente das suas boas intenções, é reescrever a nossa história comum", afirmou.

O diário Aftenposten dedica toda a sua primeira página de hoje ao tema, não só reproduzindo a foto como divulgando uma carta aberta que o redator-chefe da publicação, Espen Egil Hansen, enviou ao fundador do Facebook, Mark Zuckerberg.

Na carta, Hansen diz que o Aftenposten não vai retirar, nem agora nem no futuro, a foto da sua página no Facebook.

"Escuta, Mark, isto agora é sério. Primeiro vocês fazem regras que não distinguem entre pornografia infantil e fotos de guerra famosas, depois aplicam-nas sem deixar espaço para o bom-senso e depois censuram também a crítica e o debate e castigam quem se atreve a criticar", escreve Hansen.

O Facebook já se defendeu. Um porta-voz afirmou que se o Facebook "reconhecer esta foto como icónica, depois fica difícil fazer uma distinção e autorizar ou não fotos de outras crianças nuas".

Lusa

  • Facebook censura fotografia de pai e filho

    Mundo

    Trata-se de uma fotografia que é mais do que homem nu com uma criança ao colo a tomarem duche. É um pai com o filho doente ao colo. Esteve horas com a criança ao colo, debaixo do chuveiro, numa tentativa de baixar a febre à criança. Não foi esse o entendimento do Facebook que mandou retirar a fotografia várias vezes e de outros utilizadores que a consideraram imprópria. A mãe, que captou o momento, insiste: não faz sentido.

  • Carro que atropelou adepto encontrado numa garagem na Amadora
    1:51

    Desporto

    O carro que atropelou o adepto da Fiorentina, junto ao Estádio da Luz, está nas mãos da Polícia Judiciária. O automóvel foi encontrado esta terça-feira por uma brigada da PSP na garagem de um casa da Amadora, que pertence a um elemento da claque dos No Name Boys.

  • Portugal subiu cinco lugares no Ranking da Liberdade de Imprensa
    1:42

    País

    Portugal está agora na 18 ª posição em 180 países no relatório deste ano dos Repórteres Sem Fronteiras. Esta associação revela que a imprensa portuguesa foi condenada 21 vezes por violação de liberdade de expressão e por difamação pelo Tribunal Europeu dos Direitos do Homem.

  • A SIC foi dar uma volta de bicicleta

    País

    Há 90 anos, cerca de 40 ciclistas partiam do Marquês de Pombal, em Lisboa, para a primeira etapa da 1.ª Volta a Portugal de Bicicleta. Hoje, um grupo de investigadores repete o percurso, até Setúbal, dando início a uma viagem que pretende incentivar o uso da bicicleta como meio de transporte no dia-a-dia. Um jornalista da SIC segue no pelotão e pode acompanhar a viagem em direto no Facebook da SIC Notícias.

    SIC