sicnot

Perfil

Mundo

Obama alerta contra respostas simplistas face ao terrorismo

O presidente norte-americano apelou este sábado, véspera dos 15 anos dos atentados de 11 de setembro, para não se ceder às respostas simplistas face ao terrorismo, numa alusão a Donald Trump que espera ser seu sucessor.

"O modo como reagimos ao terrorismo tem importância", sublinhou Barack Obama na sua prestação semanal na rádio.

"Não podemos reagir de um modo que vá corroer o próprio tecido da nossa sociedade", adiantou, a dois meses das presidenciais, que oporão o republicano magnata do imobiliário à democrata Hillary Clinton.

Segundo Obama, é diversidade dos Estados Unidos, o seu "modo de acolher todos os talentos, de tratar todos da mesma forma qualquer que seja a sua raça, sexo ou religião", que contribui para fazer dele "um grande país".

"E se permanecermos fieis a estes valores, honraremos a memória daqueles que perdemos e manteremos o nosso país livre e forte", disse ainda.

O presidente norte-americano já criticou por diversas vezes a retórica perigosa do candidato republicano à Casa Branca em relação aos muçulmanos.

Após o ataque em San Bernardino (Califórnia) em dezembro, Trump propôs a proibição temporária da entrada em território norte-americano de todos os muçulmanos.

Evocando um dos dias "mais sombrios" da história dos Estados Unidos, 11 de setembro de 2001, Obama sublinhou que muito mudou desde então.

"Matámos Usama bin Laden. Reforçámos a segurança do território norte-americano. Evitámos ataques. Salvámos vidas", enumerou.

Mas ao mesmo tempo, adiantou, referindo os atentados de Boston, San Bernardino ou Orlando, a "ameaça terrorista evoluiu".

"No Afeganistão, no Iraque, na Síria e além dela, combateremos incansavelmente as organizações terroristas, como a Al-Qaida e o grupo Estado Islâmico", disse.

"Destrui-los-emos e continuaremos a fazer tudo o que podermos para proteger o nosso país", acrescentou Obama.

Os atentados de 11 de setembro de 2001 causaram perto de 3.000 nos Estados Unidos, 2.753 em Nova Iorque.

Lusa

  • Prisão preventiva para marroquino suspeito de apoiar o Daesh

    País

    O juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal impôs esta quinta-feira prisão preventiva ao cidadão marroquino, detido na Alemanha e entregue a Portugal, suspeito de adesão e apoio ao grupo extremista Daesh e recrutamento e financiamento ao terrorismo.

  • "A isto chama-se pura hipocrisia"
    1:13

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho classifica a atuação do Governo na gestão da Caixa Geral de Depósitos como um "manual de cinismo político insuportável", declarações feitas pelo líder do PSD durante a reunião do Conselho Nacional em Lisboa.

  • O momento em que Trump quis ser um camionista

    Mundo

    O Presidente norte-americano Donald Trump reuniu-se esta quinta-feira com representantes da indústria de camionagem. Não é apenas do encontro que lhe falamos, mas principalmente da invulgar receção feita por Trump, que entrou para um camião, fingiu que o conduzia e buzinou... em pleno jardim da Casa Branca.

  • FBI investiga possível campanha de espiões russos contra Hillary
    0:57

    Mundo

    A suspeita de ligação entre a equipa de Donald Trump e operacionais russos está a aumentar. A CNN diz que a equipa do Presidente do Estados Unidos da América se coordenou com os russos para atingir Hillary Clinton. O FBI está a investigar registos telefónicos, de viagens, relatórios e transações para offshores.

  • Mais de 20 milhões estão a morrer à fome em África

    Mundo

    África enfrenta a maior crise desde 1945, com mais de 20 milhões de pessoas a morrer de fome em três países, Sudão do Sul, Somália e Nigéria, disse esta quinta-feira um responsável do Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas.

  • Jovem violada em direto no Facebook não se sente em segurança

    Mundo

    A jovem de 15 anos que foi abusada sexualmente por cinco ou seis homens durante um vídeo em direto para o Facebook está a receber tratamento. A mãe da jovem deu uma entrevista, na qual disse que a filha já não se sente em segurança na sua vizinhança, depois de receber ameaças na internet.

  • Menina "rouba" chapéu ao Papa
    0:27

    Mundo

    Estella Westrick tem apenas três anos, mas já conseguiu chegar aos jornais de todo o mundo, depois de "roubar" o chapéu do Papa. Durante uma visita da família na quarta-feira ao Vaticano, a criança - que não parece estar muito contente no vídeo - foi pegada ao colo por um dos funcionários do Vaticano, que a levou depois até ao Papa. Nesta altura, Estella aproveitou para tirar o solidéu episcopal, arrancando gargalhadas de toda a gente, especialmente do Papa Francisco.

  • O edifício mais longo do mundo

    Mundo

    Se pensa que já viu tudo em relação aos edifícios mais longos e complexos do mundo, pense duas vezes. O edifício mais longo do mundo pode estar prestes a chegar e promete fazer de Nova Iorque uma cidade ainda mais atrativa.