sicnot

Perfil

Mundo

Acordo de cessar-fogo na Síria é a "última chance" de salvar o país

O secretário de Estado norte-americano, John Kerry, defendeu que o acordo EUA-Rússia sobre a Síria, que entrou esta segunda-feira em vigor, representa a "última chance de salvar" aquele país, devastado pela guerra desde 2011.

"Acreditamos que a única solução realista e viável para o conflito é, em última análise, uma solução política", declarou o norte-americano, que falava aos jornalistas em Washington.

Kerry declarou, contudo, ser ainda "muito cedo para tirar conclusões" sobre o acordo que entrou hoje em vigor.

O cessar-fogo entrou em vigor às 19:00 locais (17:00 de Lisboa) em todo o país, exceto nas parcelas de território controladas por grupos 'jihadistas'.

Embora o Governo do Presidente sírio, Bashar al-Assad, tenha assinado o documento, negociado e defendido por Washington e Moscovo, a oposição e os grupos rebeldes não deram ainda a sua aprovação oficial ao fim das hostilidades.

Na sequência desta trégua, o Exército sírio anunciou hoje a suspensão das suas operações militares no país a partir da entrada em vigor da mesma.

A suspensão das operações "aplicar-se-á no território da República Árabe Síria durante sete dias, das 19:00 (de hoje, 17:00 em Lisboa) até 18 de setembro à meia-noite (22:00 de Lisboa)", indicou o Exército, num comunicado difundido pela televisão estatal.

"O Exército reserva-se o direito de ripostar de forma consequente e de utilizar todos os meios militares para responder a todas as violações [do cessar-fogo] por parte dos grupos armados", precisou ainda.

O Exército sírio está atualmente a combater em várias frentes: em Alepo (norte), na região de Lattaquia (oeste), na região de Damasco e no sul do país.

Por seu turno, a Rússia anunciou a suspensão dos ataques aéreos "em todo o território" da Síria, exceto nas zonas controladas pelos "grupos terroristas".

"Hoje, o regime de cessar-fogo será aplicado a todo o território sírio", anunciou o general Serguei Rudskoï, do Estado-Maior russo, precisando contudo que "a aviação russa prosseguirá os seus ataques contra alvos terroristas".

Ao apresentarem as grandes linhas do seu acordo na sexta-feira, Moscovo e Washington não disseram publicamente quais eram as zonas consideradas "terroristas", ou seja, controladas por 'jihadistas', como os do grupo Estado Islâmico (EI) e os do grupo Fateh al-Cham (ex-Frente al-Nosra).

Lusa

  • Trump convida Putin a visitar EUA

    Mundo

    O Presidente dos EUA, Donald Trump convidou o homólogo russo a visitar a Casa Branca e Vladimir Putin ter-se-á mostrado disponível a visitar o país em breve, segundo a agência de notícia russa RIA Novosti que cita o chefe da diplomacia de Moscovo.

  • Fim de semana com chuva e descida da temperatura

    País

    A chuva regressa hoje a Portugal continental e permanece pelo menos até ao início da semana, prevendo-se ainda uma descida da temperatura máxima entre 04 a 06 graus Celsius, disse à Lusa a meteorologista Cristina Simões.

  • Hoje é notícia 

    País

    O PSD leva a debate parlamentar a reprogramação do atual quadro comunitário, desafiando os partidos a pronunciarem-se sobre a proposta inicial do Governo, que considera "não servir o país". Os parceiros sociais e o Governo reúnem-se na Concertação Social para discutirem o Programa Nacional de Reformas. O Sporting de Braga procura alcançar o Sporting no 3º lugar da I Liga, ao defrontar o Marítimo na abertura da 31.ª jornada.

  • 45 anos de Partido Socialista
    3:31

    País

    O PS completou 45 anos esta quinta-feira. Acaso ou não, a festa aconteceu um dia depois de terem ficado concluídos dois acordos com o PSD que fazem renascer o debate sobre o posicionamento ideológico do partido socialista.

  • Senado aprova à tangente novo diretor da NASA

    Mundo

    O Senado norte-americano aprovou na quinta-feira, à tangente, a nomeação do novo diretor da agência espacial norte-americana, com 50 votos favoráveis contra 49, colocando à frente da NASA um cético das alterações climáticas, adiantou a Efe.

  • Trocar a economia pela dança
    7:21
    Mudar de Vida

    Mudar de Vida

    5ª FEIRA NO JORNAL DA NOITE

    No "Mudar de Vida" desta quinta-feira damos a conhecer mais um caso de quem teve coragem de arriscar e procurar um novo futuro. Susana Moraes é uma economista que decidiu seguir a paixão pela dança. 

  • Mágico comove audiência do Britain's Got Talent com a história de cancro da mulher e da filha
    5:16
  • "Por vezes até as princesas da Disney ficam apavoradas"

    Mundo

    A atriz norte-americana Patti Murin foi esta semana elogiada nas redes sociais por se preocupar com a sua saúde mental e não ter problemas em falar sobre o assunto. A artista faltou a um espetáculo da Disney, onde ia atuar, devido a um ataque de ansiedade.

    SIC