sicnot

Perfil

Mundo

Acordo de defesa entre Israel e EUA vai ser assinado dentro de dias

O embaixador dos Estados Unidos em Israel, Daniel Shapiro, afirmou que o acordo no domínio da defesa que os dois países negoceiam há meses vai ser assinado dentro de dias, noticia hoje a rádio pública israelita.

O acordo visa satisfazer as necessidades em matéria de defesa de Israel até 2029 e constitui o mais amplo pacote de ajuda militar que os Estados Unidos concederam a o outro país, sublinhou Daniel Shapiro, no domingo, num centro académico de Herzliya, a norte de Telavive.

O diplomata mencionou a estreita cooperação que os dois países mantêm em matéria antiterrorista e insistiu que Washington continua a levar muito a sério as ameaças do grupo terrorista Daesh, do movimento islamita Hamas e do movimento xiita libanês Hezbollah.

As declarações do diplomata figuram como as primeiras a serem proferidas publicamente por um funcionário norte-americano ou israelita sobre o pacote de ajuda militar em causa em várias semanas.

O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, tem previsto viajar no próximo dia 20 para Nova Iorque, a propósito da reunião da Assembleia-Geral das Nações Unidas.

Segundo o jornal Haaretz, se o acordo for selado antes da viagem de Netanyahu a Nova Iorque, espera-se que tenha lugar um encontro entre o primeiro-ministro israelita e o Presidente norte-americano, Barack Obama.

A assistência militar deverá alcançar os 38.000 milhões de dólares numa década - uma média de 3.800 milhões por ano -, detalha o mesmo jornal, dando conta de que, pela primeira vez, incluirá ajuda norte-americana a Israel para o desenvolvimento de sistemas de defesa antimísseis.

Como contrapartida, ainda segundo o mesmo jornal de Telavive, Israel compromete-se a não recorrer ao Congresso norte-americano de forma independente no âmbito da aplicação do acordo para solicitar ajuda adicional.

Com Lusa

  • Apoiar o Governo "é um dever constitucional"
    0:50

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa diz que apoiar o Governo é um dever constitucional do Presidente da República. Num balanço do primeiro ano em Belém, Marcelo respondeu assim a quem o acusa de andar com o Governo "ao colo".

  • Brexit só avança com aprovação parlamentar
    3:04

    Brexit

    O Supremo Tribunal britânico decidiu que o Governo precisa de ter a aprovação do Parlamento para avançar com o Brexit. A decisão foi validada por uma maioria de oito contra três juízes e justificada esta terça-feira pelo Supremo britânico. Por consequência, a libra esterlina atingiu a cotação mais alta do ano em relação ao dólar.

  • Primeira-ministra da Escócia apela ao voto contra a saída da UE
    2:25

    Brexit

    Depois da decisão do Supremo Tribunal britânico em relação ao Brexit, a primeira-ministra da Escócia veio pedir aos deputados que votem contra a saída da União Europeia. Nicola Sturgeon vai apresentar uma moção no Parlamento escocês para que este se pronuncie sobre o Brexit.

  • "A Miss Helsínquia é a mulher mais feia que já vi num concurso de beleza"

    Mundo

    Sephora Lindsay Ikabala venceu o concurso Miss Helsínquia 2017 e, desde então, tem vindo a ser insultada e criticada nas redes sociais. A nigeriana de 19 anos vive na cidade desde criança. "A Miss Helsínquia é literalmente a mulher mais feia que já vi num concurso de beleza", é apenas um dos muitos comentários que circula nas redes sociais.

  • As propostas Chanel para a próxima estação
    1:34

    Mundo

    Um dos desfiles mais aguardados do mundo da moda aconteceu esta segunda-feira, em Paris, com as propostas da casa Chanel para a próxima estação primavera/verão. No final do desfile, e pela primeira vez em 30 anos, Karl Lagarfeld não deu nenhuma entrevista à comunicação social.