sicnot

Perfil

Mundo

Bulgária mantém candidatura de Irina Bokova ao cargo de secretário-geral da ONU

© Mike Segar / Reuters

O Governo da Bulgária afirmou esta terça-feira que a candidatura da diretora-geral da Unesco, Irina Bokova, ao cargo de secretário-geral da ONU se mantém, afastando rumores sobre a sua substituição iminente pela comissária europeia Kristalina Georgieva.

"Desejo sucesso a Bokova na próxima votação informal do Conselho de Segurança a 26 de setembro", declarou no início de uma reunião governamental o primeiro-ministro búlgaro, Boiko Borissov, que também prometeu à diretora-geral da Unesco "apoio total do Governo e da diplomacia" búlgaras.

"Mas se após o dia 26 não for a primeira ou a segunda, não existirá forma de prosseguir e em conjunto iremos ver o que fazer", acrescentou, na presença de jornalistas.

Irina Bokova, cuja candidatura se confronta designadamente com a oposição do Reino Unido, segundo os media, ficou em quinto lugar no quarto escrutínio identificativo, em 9 de setembro, no qual o ex-primeiro-ministro português António Guterres e ex-Alto-comissário das Nações Unidas para os Refugiados, foi o mais votado, à semelhança do que aconteceu nas três votações anteriores.

Nos últimos dias, Moscovo e Berlim acusaram-se mutuamente de mentir sobre uma eventual tentativa da chanceler alemã Angela Merkel de pressionar a Bulgária para que mude de candidata e apresente a vice-presidente da Comissão Europeia, Kristalina Georgieva, próxima do Partido Popular Europeu (PPE).

O chefe do executivo búlgaro desmentiu na terça-feira estas alegações de ingerência ao afirmar que o seu Governo "não se deixará influenciar por países terceiros".

Borissov, um conservador, acrescentou que Bokova lhe causou "má impressão" ao recusar assistir em Sófia a uma reunião governamental para a qual foi convocada. Acrescentou ainda que caso não tivesse sido proposta pelo precedente governo social-democrata, desde 2014, "teria de imediato retirado a sua candidatura".

Após os votos informais, o Conselho de Segurança da ONU vai promover em 4 de outubro uma votação na qual os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança com direito de veto (Estados Unidos, França, Reino Unido, Rússia e China) poderão utilizar esta vantagem para bloquear um ou outro dos pretendentes a secretário-geral.

O cargo de sucessor de Ban Ki-moon está a ser disputado por 10 candidatos.

Lusa

  • Primeiro-ministro hoje na cidade da Praia 

    País

    O primeiro-ministro, António Costa, está hoje em Cabo Verde para a a IV cimeira bilateral entre Portugal e aquele país africano, aproveitando a passagem pela cidade da Praia para inaugurar a escola portuguesa.

  • As polémicas do primeiro mês de Donald Trump como Presidente
    3:17
  • Deputados britânicos debatem hoje petição que desvaloriza visita de Donald Trump

    Mundo

    Os deputados britânicos debatem hoje uma petição que reclama que a futura visita de Estado do Presidente norte-americano, Donald Trump, seja reduzida a uma visita oficial, enquanto dezenas de milhares de pessoas se manifestam sobre o mesmo assunto. Dezenas de milhares de pessoas são esperadas hoje nas ruas de várias cidades do Reino Unido, em protestos organizados para coincidir com a discussão no parlamento (na Câmara dos Comuns) de uma petição 'online' que já tem quase dois milhões de subscritores.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Matteo Renzi demite-se da liderança do Partido Democrático

    Mundo

    O antigo primeiro-ministro italiano Matteo Renzi demitiu-se hoje da liderança do Partido Democrata (PD), uma decisão que faz parte de uma estratégia para retomar o controlo da formação de centro-esquerda, onde uma minoria mais à esquerda ameaça cindir-se.

  • Benefícios fiscais trouxeram a Portugal 10 mil estrangeiros em 2015

    Economia

    Os benefícios fiscais em Portugal atraíram mais de 10 mil estrangeiros no ano passado. A maioria vem com o estatuto de residente não habitual, que dá isenção total de IRS aos reformados por dez anos e 20% de isenção no imposto para profissionais que estiverem ligados a atividades de valor acrescentado como Psicologia, Investigação ou Medicina.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.