sicnot

Perfil

Mundo

Há uma linguagem universal e secreta partilhada pelos seres humanos

© Michaela Rehle / Reuters

Pessoas de todo o mundo, de diferentes países e línguas, usam os mesmo sons em palavras que descrevem os objetos ou os conceitos mais comuns. Uma linguagem escondida que não tínhamos consciência de existir.

O primeiro estudo que se debruçou sobre os sons de milhares de línguas sugere que os seres humanos falam uma espécie de "linguagem universal". Contraria assim o princípio da linguística moderna de que não há qualquer ligação entre os sons e os significados das palavras.

"Estes padrões sonoros são encontrados (em línguas) pelo mundo, independentemente da dispersão geográfica dos seres humanos e independentemente da linhagem linguística", afirma um dos responsáveis pela investigação, Morten H. Christiansen, da Universidade Cornell, nos EUA.

A equipa de Christiansen juntou cientistas de vários países e diferentes áreas do conhecimento - físicos, linguistas, analistas informáticos - para investigar mais de dois terços (62%) das linguagens usadas por todo o mundo nos dias de hoje.

A análise incidiu no vocabulário básico de cada língua, sobretudo nas palavras usadas para descrever até 100 conceitos do dia-a-dia: cão, orelha, água, dente, tu.

Encontraram uma grande relação estatística entre conceitos e sons que as pessoas vocalizam.

Por exemplo: a palavra para nariz tem geralmento o som "neh"; as palavras vermelho e redondo têm o som "r".

"Não quer dizer que todas as palavras (nas várias línguas) tenham estes sons, mas a relação é muito maior do que aquela que antes suponhamos", declarou Christiansen, citado pela Science Alert.

  • Queda de avioneta em Espanha causa 4 mortos

    Mundo

    Uma avioneta com destino a Cascais, em que seguia uma família de quatro pessoas - dois adultos e dois menores - caiu em Sotillo de las Palomas, em Toledo, Espanha. Todas as vítimas são de nacionalidade espanhola.

    Em desenvolvimento

  • Um discurso histórico com os pedidos de sempre
    2:30

    País

    Jerónimo de Sousa voltou este domingo a pedir a renegociação da dívida e a saída de Portugal do euro. Num discurso historicamente curto, apenas 15 minutos, no encerramento do Congresso do PCP, o reeleito secretário-geral comunista anunciou que o aumento dos salários e a reversão das alterações à legislação laboral são duas prioridades para os próximos tempos.

  • Mais de 50 milhões de italianos decidem futuro do país
    1:43

    Mundo

    Este domingo, está nas mãos de mais de 50 milhões de eleitores italianos o futuro do país. Mais do que um voto à reforma constitucional, o referendo terá consequências políticas diretas no Governo italiano. As urnas fecham às 23h00, 22h00 em Lisboa. Os primeiros resultados são esperados meia hora depois.