sicnot

Perfil

Mundo

Coreia do Norte acusa EUA de conduzir península coreana a "ponto de explosão"

A Coreia do Norte acusou hoje os Estados Unidos da América de estarem a levar a península coreana a um "ponto de explosão" depois de bombardeiros norte-americanos terem sobrevoado a Coreia do Sul na terça-feira.

"Estas provocações extremamente imprudentes dos belicistas imperialistas dos EUA estão a conduzir a situação na península da Coreia a um ponto de explosão", escreve hoje a agência oficial norte-coreana KCNA.

Pyongyang considerou "infame" esta demonstração de força norte-americana e disse que Washington está à procura de "uma oportunidade" para lançar um "ataque nuclear preventivo".

O mesmo texto refere que as Forças Armadas da Coreia do Norte estão totalmente equipadas para responder a qualquer ataque inimigo "num único golpe".

Dois bombardeiros supersónicos da Força Aérea dos Estados Unidos voaram na terça-feira a Coreia do Sul para advertir o regime de Pyongyang de que os dois países "estão preparados para responder" às ameaças à segurança na região.

Com o envio para a Coreia do Sul destes dois bombardeiros, que estavam na base norte-americana de Guam, no Pacífico, Washington e Seul quiseram deixar à Coreia do Norte a mensagem de que "estão preparados para responder a qualquer momento às ameaças à estabilidade e à segurança na região", segundo um comunicado das Forças Armadas dos EUA e da Coreia do Sul.

A demonstração de força de terça-feira foi "apenas um exemplo das diversas capacidades militares desta sólida aliança", segundo o general Vincent Brooks, citado no texto.

O general acrescentou que o teste nuclear realizado pela Coreia do Norte na sexta-feira passada é "uma ameaça inaceitável" e sublinhou o compromisso dos EUA na defesa dos seus aliados na região.

Os Estados Unidos da América têm uma aliança militar com a Coreia do Sul desde a Guerra da Coreia (1950-53) ao abrigo da qual se comprometem a defender o país aliado em caso de conflito com a Coreia do Norte.

A Coreia do Norte levou a cabo na sexta-feira a sua quinta explosão atómica, a mais forte até à data e a segunda este ano.

O ministro dos Negócios Estrangeiros sul-coreano, Yun Byung-se, revelou hoje em comunicado que pediu aos seus homólogos da China e da Rússia para serem aplicadas novas sanções à Coreia do Norte, no quadro das Nações Unidas, em resposta ao teste nuclear da semana passada.

O ministro sul-coreano falou com os seus homólogos por telefone e, segundo o mesmo comunicado, o ministro chinês assegurou que Pequim cumprirá com "as suas obrigações" no seio do Conselho de Segurança da ONU onde, tal como a Moscovo, possui poder de veto, e que a China continua a condenar e a rejeitar o desenvolvimento de armas de destruição massiva por parte da Coreia do Norte.

Já o ministro russo afirmou que Moscovo partilha das preocupações da comunidade internacional em relação à Coreia do Norte e "será parte ativa" nos debates sobre novas sanções a aplicar a Pyongyang, garante o comunicado do Governo sul-coreano.

Lusa

  • EUA enviam dois bombardeiros para a Coreia do Sul
    0:42

    Mundo

    Dois bombardeiros supersónicos da Força Aérea dos Estados Unidos voaram hoje sobre a Coreia do Sul para advertir o regime de Pyongyang de que os dois países "estão preparados para responder" às ameaças à segurança na região.

  • PSD está a "perder terreno" na escolha de candidato a Lisboa
    1:46

    País

    Quem o diz é Luís Marques Mendes: o PSD perde na demora da escolha de um candidato para a Câmara de Lisboa. O líder Passos Coelho rejeita apoiar a candidatura de Assunção Cristas e garante que o partido vai ter um candidato próprio. Segundo o comentador da SIC, o último convite foi dirigido a José Eduardo Moniz.

  • Trump não escreve todos os tweets, mas dita-os

    Mundo

    O Presidente eleito dos EUA não escreve todos os tweets que são publicados na sua conta desta rede social, mas dita-os aos seus funcionários. Numa entrevista a um ex-secretário de Estado britânico, Donald Trump explica como usa a sua conta e garante que depois de ser investido Presidente, vai continuar a usar o Twitter para defender-se da "imprensa desonesta".

  • Depressão pode ser mais prejudicial para o coração do que a hipertensão

    Mundo

    Um estudo recente estabelece uma nova ligação entre depressão e distúrbios cardíacos. De acordo com a investigação publicada na revista Atheroscleroses, o risco de vir a sofrer de uma doença cardíaca grave é quase tão elevado para os homens que sofram de depressão, do que para os que tenham colesterol elevado ou obesidade, e pode mesmo ser maior do que para os que sofram de hipertensão.

  • "Estar na Web Summit foi dizer em empreendedorês: estamos vivos, estamos aqui!"

    Web Summit

    No seguimento da entrevista à blogger Sara Riobom, que conhecemos durante a WebSummit, trazemos a história de outro jovem português (que não trabalha sozinho) que esteve no evento, em Lisboa, a promover a sua startup. Quis o acaso e as peripécias do direto e do destino que acabasse por receber um visitante ilustre e especial no seu stand: nada mais nada menos do que o primeiro-ministro, António Costa. Recentemente estiveram no Shark Tank, onde conseguiram captar a atenção de um dos “tubarões” do programa da SIC. Mas o que queremos saber é…

    Martim Mariano