sicnot

Perfil

Mundo

Estação de metro em Londres invadida por gatos

A estação de metro Clapham Common, em Londres, foi invadida por imagens de gatos. Eles estão por todo o lado e tudo por uma boa causa.

Nas próximas semanas, os placards de publicidade da estação de metro londrino vão conter apenas imagens de gatos. Isto faz parte de uma campanha para angariar dinheiro para acabar com a publicidade na estação e colocar imagens dos animais.

A campanha começou na segunda-feira e já conseguiu angariar 23 mil euros, o que equivale ao desaparecimento de pelo menos 68 placards de publicidade.

Campanha Glimpse

Campanha Glimpse

O cérebro por trás desta ideia é Glimpse, um grupo de pessoas com um objetivo simples: usar a criatividade para o bem.

"Nós tentamos imaginar um mundo onde os espaços públicos façam as pessoas sentir-se bem", disse o fundador da Glimpse à CNN, James Turner.

"Em vez de pedirmos para comprar alguma coisa, nós estamos a pedir que pensem no que é realmente importante na vida. Podem não ser gatos, mas provavelmente é algo que não pode ser encontrado nas lojas."

Campanha Glimpse

Campanha Glimpse

Os protagonistas das fotos são gatos que estão no centro Battersea e, os responsáveis pelo abrigo de animais esperam que esta campanha faça com que muitos gatos sejam adotados.

  • Uma viagem pela Estrada Nacional 236
    2:52
  • A reconstrução depois da tragédia de Pedrógão
    2:43
  • Marcelo reúne-se na quarta-feira com Putin

    País

    O Presidente da República reúne-se na quarta-feira, em Moscovo, com o líder russo, Vladimir Putin, informou este domingo a Presidência. Marcelo Rebelo de Sousa estará na capital da Federação Russa para assistir ao jogo da seleção portuguesa na fase final do Mundial de Futebol com a equipa de Marrocos

  • Novo busto de Ronaldo foi pedido pelo Museu CR7
    2:07
  • Grécia e Macedónia assinam acordo histórico
    2:02

    Mundo

    A Grécia e a Macedónia assinaram um acordo histórico para mudar o nome da antiga República Jugoslava para República da Macedónia do Norte. Em causa está um problema diplomático entre os dois países que dificultou os planos da Macedónia em aderir à União Europeia e às Nações Unidas.