sicnot

Perfil

Mundo

Mercosul recusa presidência da Venezuela e ameaça expulsar país da organização

Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai, os países fundadores do Mercado Comum do Sul (Mercosul), anunciaram hoje que vão assumir conjuntamente a presidência semestral da organização, rejeitando transmiti-la à Venezuela, país que ameaçam expulsar.

Um comunicado assinado pelos ministros dos Negócios Estrangeiros dos quatro países informa que a presidência da organização, que Caracas disse que tinha assumido, "não será transmitida à Venezuela" e será assegurada "em coordenação" por Buenos Aires, Montevideo e Assunção.

Os países fundadores do Mercosul ameaçam ainda o Governo de Nicolas Maduro de "suspender" a presença da Venezuela na organização se não respeitar as suas "disposições jurídicas" até ao início de dezembro.

A Venezuela foi admitida no Mercosul em 2012, mas até agora só ratificou um número restrito das normas jurídicas da organização relacionadas com o comércio, a política ou os Direitos Humanos.

Caracas deveria ter assumido a presidência semestral do Mercosul em julho, sucedendo ao Uruguai e em aplicação do princípio da ordem alfabética seguida pela organização.

A 29 de julho, a Venezuela anunciou que assumia a presidência rotativa do Mercosul, depois de o Uruguai, em comunicado, ter dado por concluída a sua gestão de seis meses, sem anunciar a qual país membro da organização passava o cargo.

O Brasil informou na altura os outros três Estados-membros do Mercosul (Uruguai, Paraguai e Argentina) que entendia que a presidência rotativa estava "vaga", por não haver consenso relativamente à Venezuela. O Paraguai anunciou ser contra a possibilidade da Venezuela dirigir o Mercosul e a Argentina afirmou que não reconhece a presidência venezuelana da organização.

A 06 de agosto, a Venezuela içou a bandeira do Mercosul e emitiu um comunicado a sublinhar que assumira a presidência rotativa da organização, acusando ao mesmo tempo Argentina, Paraguai e Brasil de "boicote" contra Caracas.

Lusa

  • Não há risco de colapso do viaduto de Alcântara
    1:35

    País

    O desvio de um pilar do viaduto de Alcântara obrigou esta quarta-feira ao corte do trânsito e da circulação de comboios da linha de Cascais. O estrago terá sido provocado por um camião que embateu na estrutura. A circulação ferroviária foi retomada a meio da manhã, mas o viaduto só será reaberto esta quinta-feira.

  • Suspeito de homicídio à porta do Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em preventiva
    1:36

    País

    O suspeito de ser o autor dos disparos que mataram um jovem junto à discoteca Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em prisão preventiva. Segundo a investigação, tudo terá começado com um mero desacato, ainda dentro da discoteca, onde a vítima e o detido foram filmados a discutir. O homem de 23 anos está indiciado por dois crimes de homicídio, um na forma tentada.

  • Romeu e Julieta nasceram no mesmo dia e no mesmo hospital

    Mundo

    Na Carolina do Sul, nos EUA, dois bebés tinham o parto marcado para 26 de março mas decidiram nascer mais cedo: exatamente no mesmo dia, apenas com uma diferença de 18 horas. Os pais não se conheciam e, curiosamente, deram o nome aos recém nascidos de Romeo e Juliet (em português, Romeu e Julieta).

  • Gelo nos polos recua para recordes mínimos

    Mundo

    A extensão de gelo polar dos oceanos Ártico e Antártico atingiu recordes mínimos a 13 de fevereiro, perdendo o equivalente a uma área maior do que o México, informou esta quarta-feira a agência espacial norte-americana NASA.

  • Túmulo de Jesus Cristo restaurado

    Mundo

    Após 10 meses de obras de restauro, o túmulo onde Jesus Cristo terá sido sepultado foi esta quarta-feira revelado numa cerimónia na igreja do Santo Sepulcro, em Jerusalém.