sicnot

Perfil

Mundo

Militar norte-americana surpreende ao dar à luz a bordo de porta-aviões

USS Dwight D. Eisenhower

Nicolas Nanev

Uma marinheira surpreendeu toda a tripulação do USS Dwight D. Eisenhower ao dar à luz a bordo. O navio porta-aviões estava a meio de uma operação militar contra o Daesh.

A mulher queixou-se de dores abdominais e foi levada para o departamento médico do navio USS Dwight D. Eisenhower. Foi aí que a marinheira deu à luz a uma menina de 3.200 quilogramas.

Segundo um porta-voz da Marinha norte-americana, a mulher e a bebé estão bem. "Como a bebé nasceu em alto mar, a bordo de uma unidade de operação, o principal objetivo de todos os envolvidos é a segurança da bebé e da mãe". A marinheira e a filha foram levadas de helicóptero até ao Bahrein, onde receberam cuidados médicos.

O parto surpresa aconteceu num momento tenso. O navio estava no Golfo Pérsico, numa campanha aérea contra o Daesh.

De acordo com o porta-voz, a Marinha permite que as grávidas fiquem a bordo até à 20ª semana de gravidez. Contudo, ninguém do navio estava ocorrente da situação.

  • Racionamento da água é medida de último recurso
    2:35
  • "Estamos Vivos": o processo de reabilitação depois dos incêndios
    1:22